PSD/Faial faz balanço do mandato autárquico

0
56
Balanço Autárquico do PSD em 2021

O PSD/Faial realizou em conferência de imprensa o balanço do atual mandato autárquico, abordando o papel e o trabalho desenvolvido na vereação, assembleia municipal e juntas de freguesia.

Ao nível da vereação, Carlos Ferreira e Estêvão Gomes destacaram a proposta para o estabelecimento do novo regulamento de bolsas de estudo, que entre outros aspetos eliminou o princípio da exclusividade e permitiu que mais estudantes pudessem ser apoiados pelo município. “Esta proposta, que foi aprovada, teve por objetivo fundamental assegurar que nenhum aluno deixa de estudar por falta de financiamento, para que todos os faialenses possam ter, efetivamente, oportunidades iguais”, afirmaram.

A proposta de requalificação das zonas balneares da ilha, quer para melhorar as condições de usufruto dos residentes, quer como produto turístico para os visitantes, foi também destacada, recordando que em termos mais específicos foi também proposta a criação de uma piscina natural na Fajã da Praia do Norte.

Os vereadores destacaram ainda as propostas apresentadas tendo em vista a definição de critérios para a atribuição dos apoios das delegações de competências da câmara nas juntas de freguesia “com o objetivo de incutir justiça e maior transparência nas verbas transferidas pelo município para cada freguesia”; a criação da carta social do concelho e a diferenciação dos apoios às IPSS’s; a melhoria da gestão de resíduos; a conclusão do processo do Orçamento Participativo de 2016 (Passeio Pedonal de Porto Pim) e lançamento de novos concursos; a criação de equipas de proteção civil em freguesias piloto: a substituição urgente das canalizações em fibrocimento ainda existentes e a melhoria do abastecimento de água; o apoio de 50% no investimento de cada munícipe para ligação ao saneamento; a melhoria da intervenção do município na prevenção e combate às dependências; bem como as propostas apresentadas para apoio às famílias e empresas no contexto da pandemia Covid-19.

Na conferência de imprensa, foi também destacado o trabalho do grupo municipal do PSD, merecendo referências especiais “a exigência de uma forte intervenção na rede viária, para recuperar de tantos e tantos anos de degradação das estradas municipais”; a libertação das verbas do Fundo Próprio de Investimento para as juntas de freguesia, “aumentando a sua capacidade para servir as populações”; e a imposição de reformulação do primeiro empréstimo de 600 mil euros para a rede viária, com consulta a todas as entidades bancárias com balcão na ilha, que permitiu ao município poupar cerca de 80 mil euros só naquele empréstimo e um valor estimado de 240 mil euros nos três empréstimos autorizados pela assembleia municipal.

O líder da bancada social-democrata na assembleia municipal, Laurénio Tavares, salientou ainda o trabalho realizado na luta pela melhoria das acessibilidades, na ampliação da pista do aeroporto, na identificação da melhor solução para o reordenamento do porto e na construção da 2ª fase da Variante.

Por seu turno, José da Terra Carlos, que representou os autarcas de freguesia, destacou o trabalho destes órgãos de poder local e lamentou que os autarcas que se encontram mais próximos da população não tenham recursos adequados para servir a sua comunidade.

No final da conferência de imprensa, Carlos Ferreira foi questionado pela comunicação social presente sobre a participação nas reuniões de câmara. “Participei em 61 reuniões das 94 reuniões realizadas, segundo o levantamento efetuado”, disse.

“Gostaria de ter participado nas outras reuniões e foi por isso que no início do mandato propusemos que as reuniões se realizassem à segunda-feira, para todos podermos participar, porque o plenário da assembleia regional decorre de terça a sexta-feira. Esta proposta foi chumbada pela maioria socialista que dirige o município, o que é legítimo em termos legais. O que não considero é legítimo, em termos políticos, que quem chumbou a possibilidade de participarmos nas reuniões depois nos venha acusar de não participar nas mesmas”, afirmou.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO