Reflexões Crónicas – Do Cosmopolitismo (III)

0
34
TI
TI

Eis-me novamente no tema (e a ele voltarei), a meio de Agosto, quando o Faial recebe mais visitantes (turistas, emigrantes, iatistas,…), e podemos sentir que é uma terra cosmopolita (será?).
Uma das minhas leituras de cabeceira actuais é O Mar. Uma História Cultural, de John Mack, editado recentemente em português com o incentivo do Museu Marítimo de Ílhavo. Não vou aqui alongar-me sobre o livro, cuja leitura aconselho vivamente, mas sim sobre algumas das questões que me tem suscitado. Apesar de conter poucas referências a Portugal e aos Açores, problematiza um conjunto de discussões que podemos aplicar às nossas ilhas, socorrendo-se de uma extensa investigação com exemplos um pouco de todo o mundo.

Este conteúdo é Exclusivo para Assinantes

Por favor Entre para Desbloquear os conteúdos Premium ou Faça a Sua Assinatura

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO