Regata Atlantis Cup integra Programa Comemorativo dos 45 anos da Autonomia

0
26

A 32.ª Edição da Atlantis Cup – Regata da Autonomia vai integrar o programa comemorativo dos 45 anos da Autonomia, anunciou o Presidente da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores (ALRAA), Luís Garcia, na sessão de apresentação oficial daquele evento náutico, que teve lugar ontem de manhã na Marina da Horta.
“A ALRAA não podia deixar de se associar a este evento porque ele faz parte e marca este percurso autonómico que fizemos ao longo destes 45 anos”, afirmou o Presidente, sublinhando que este ano fá-lo com “especial satisfação”, desejando que a sua realização seja um claro “sinal de esperança em dias melhores” e de regresso “à saudosa normalidade”.
Depois do cancelamento do ano anterior, a Regata da Autonomia, organizada anualmente pelo Clube Naval da Horta com o Alto Patrocínio da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, vai voltar “a colorir o nosso mar e as nossas marinas com as suas velas”, não só “povoando os nossos portos com sons e cheiros habituais do convívio e companheirismo, tão característicos desta prova náutica”, mas também ensinando e recordando alguns ensinamentos que o Presidente Luís Garcia considera muito importantes, sobretudo nos dias que correm.
Desde logo, “que aquilo que estes e outros velejadores vão fazer, ligando as nossas ilhas e as nossas gentes, é aquilo que todos nós, no nosso dia-a-dia, devemos fazer para construir uma região unida, solidária e coesa”, explicou o Presidente da Assembleia.
Recorrendo a uma metáfora náutica, o Presidente Luís Garcia comparou os obstáculos que “os veleiros e os participantes encontraram ao longo de todas as edições” com as adversidades que a Autonomia Regional tem enfrentado aos longo dos anos, lembrando que perante as adversidades é necessário todos serem “mais unidos e mais solidários” para conseguir “remar todos para o mesmo lado”.
“Aprendamos com os velejadores e apliquemos este ensinamento. Sejamos todos, especialmente neste momento mais difícil da nossa vida coletiva, construtores de uma região unida, coesa e solidária”, apelou ainda.
O Presidente Luís Garcia aproveitou a ocasião para dar também “uma palavra de agradecimento e reconhecimento” ao Clube Naval da Horta, pela projeção que o seu trabalho tem dado aos Açores e “pela sensibilização que faz junto das nossas crianças e jovens para as atividades ligadas ao mar”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO