Retorno

0
13

 O Observatório do Turismo da Universidade da Madeira realizou um estudo sobre o retorno financeiro que o Madeira Island Ultra Trail traz à Região, números que este ano foram bem maiores tendo em conta o aumento significativo do número de participantes.

Este documento permite comprovar, com dados cientificamente fidedignos o retorno financeiro real que o Madeira Island Ultra Trail (MIUT) traz para a ilha e concluiu que foram investidos 200 mil euros, mas o retorno anda na casa dos 2 milhões.

Há também outro indicador importante relacionado com o evento. Está provado que os trailers retornam sempre à Região e normalmente fazem-no uma ou duas vezes, muitas vezes com a companhia da família para tirar proveito das magníficas paisagens que tem para oferecer.

Estes números dão que pensar até porque temos a segunda edição do Azores Trail Run à porta e que, este ano, conta com quase cinco centenas de inscritos.

O governo dos Açores há alguns anos atrás apostou fortemente numa política de promoção turística, através da palavra Açores, no equipamento desportivo das equipas profissionais das diversas modalidades. Este apoio não foi mais do que uma forma de subsidiar o desporto de uma forma camuflada.

Fazendo um balanço criterioso de tudo o que se passou ao longo destes últimos anos e dos milhões, sim, milhões, que se gastaram, para ter um retorno de uma mão cheia de clubes falidos e sem perspectiva de poderem voltar a dignificar o nome da sua freguesia quanto mais de uma Região.

Vendo a realidade dos factos, temos que reivindicar mais apoios para a nossa prova. Sim nossa! Os hotéis não ganharam com isso? Os restaurantes? Cafés? Empresas de atividades  de animação turística?

Temos que ser tratados de igual para igual, porque não podemos trazer ao Faial 500 atletas e receber menos do que outras ilhas que organizam provas com “meia dúzia de gatos pingados”. 

É verdade que o retorno financeiro do I Azores Trail Run ainda não foi contabilizado, mas também é verdade que a avalanche de fotografias que foram publicadas nas redes sociais durante e após o evento nos parece reveladora do impacto que este trail teve, quer junto dos atletas, quer junto da população. 

Se este tipo de provas têm sempre um grande impacto na economia local  para que possa ser um evento de todos e para todos, é importante que seja reconhecida como tal por quem de direito.

E quem diz o Trail diz outras provas internacionais que o Faial tem vindo a promover e que são tratadas com desdém por parte das entidades governamentais. 

Na altura de colocar o voto na urna também podemos, nós faialenses, tratar com desdém esses que se têm esquecido de nós.