Ribeira Grande – “Guerrilha permanente” do PS prejudica defesa da saúde dos cidadãos

0
31
DR
DR

O PSD da Ribeira Grande considerou que a “guerrilha permanente” que o PS local está a fazer à custa da pandemia prejudica a defesa da saúde dos cidadãos do concelho, tendo repudiado os termos usados pelos socialistas sobre a ação das autoridades.

“O PS apenas pretende desviar as atenções sobre a sua falta de liderança no concelho da Ribeira Grande”, afirmam os social democratas, sublinhando que, “desde a primeira hora, tanto a Junta de Freguesia de Rabo de Peixe como a Câmara Municipal, desenvolveram e participaram ativamente em várias iniciativas, de que se destaca a mega-operação dos testes”.

“Uma situação que motivou mesmo, no início de dezembro, um voto de congratulação por parte dos vereadores do PS na autarquia às várias entidades envolvidas, incluindo o atual Governo Regional”, lembram, estranhando que “agora, quando a situação melhorou, haja este tipo de acusações”.

A concelhia recorda igualmente que o executivo regional assumiu a herança pesada de uma pandemia que estava a ser gerida “sem critérios e sem informação detalhada”, como aconteceu “com os dados referentes aos casos positivos ativos por freguesia”.

“Foi a Câmara Municipal da Ribeira Grande, através do seu presidente, Alexandre Gaudêncio, quem por várias vezes insistiu na divulgação dessa informação, e que finalmente a atual Autoridade de Saúde Regional passou a fornecer diariamente”, acrescentam, frisando que “a sua divulgação tem sido fundamental para se identificarem os focos de contaminação, sendo também essencial para se tomarem decisões e para alertar a população”.

“Durante muito tempo, o Partido Socialista fez orelhas moucas e não se pronunciou sobre essa reivindicação. Nem sobre qualquer medida colocada em prática pelas autoridades de saúde”, critica o PSD/Ribeira Grande, que critica “este súbito ressuscitar do PS no concelho”.

“Em vez de mandarem bitaites sobre a vacinação, os dirigentes socialistas da Ribeira Grande devem é questionar o Governo da República do seu partido sobre o porquê de só serem enviadas vacinas para os Açores uma vez por mês, quando no continente são recebidos lotes de vacinas todas as semanas. Isto é que seria trabalhar em prol das nossas populações”, concluem.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO