SANTA MARIA -PSD defende normalização do voo direto com Lisboa  

0
20

A deputada do PSD/Açores eleita por Santa Maria, Elisa Sousa, defendeu hoje  a normalização do voo direto com Lisboa, sempre considerando “todas as medidas de segurança face à pandemia da Covid-19”, avançou.

Num requerimento enviado à Assembleia Legislativa, a social democrata questiona assim o governo sobre “as razões da ausência de programação do voo Lisboa-Santa Maria-Lisboa”, querendo saber “para quando está prevista a retoma da ligação”, disse.

No mesmo documento, Elisa Sousa pede informações “sobre os procedimentos a adotar para garantir a segurança dos passageiros desembarcados e dos marienses face à pandemia do Covid-19”.

A parlamentar lembra que, segundo o plano divulgado pela SATA, serão realizadas, já a partir do dia 22 de junho, “as ligações aéreas entre Lisboa e os aeroportos da Horta e do Pico”, enquanto a 1 de julho “terão início as ligações entre o Porto e Ponta Delgada, bem como as ligações internacionais a Boston, Toronto, Praia (Cabo Verde) e Frankfurt”, refere.

“Com este planeamento, salta desde logo à vista a ausência da Gateway de Santa Maria na retoma progressiva dos voos do Grupo SATA, o que não se coaduna com a necessidade do regresso gradual da economia, como anunciou a empresa para esse plano faseado de operação aérea”, considera.

Elisa Sousa lembra as disposições presentes no contrato de obrigações de serviço público relativo aos serviços aéreos regulares em Portugal, que define, “em termos de número de frequências mínimas, duas frequências semanais na rota Lisboa-Santa Maria-Lisboa, justificadas pela importância daquele voo no contexto sócio-económico da ilha”, acrescenta.

No âmbito do citado requerimento, a deputada mariense do PSD solicitou um conjunto de dados referentes aos anos de 2018 e 2019, nomeadamente “o número de passageiros embarcados e desembarcados em Santa Maria nos voos da Azores Airlines; a taxa de ocupação por voo, e ainda o número de passageiros em trânsito na rota Lisboa-Santa Maria-Lisboa, quando combinada com a rota Lisboa-Ponta Delgada-Lisboa”, concluiu.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO