São Jorge já conta com um Ponto de Carregamento Rápido para veículos elétricos

0
9
DR

A Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo inaugurou hoje um ponto de carregamento rápido para veículos elétricos nas Velas, em São Jorge, que integra a rede pública que o Governo dos Açores tem estado a implementar para impulsionar a mobilidade elétrica em todo o arquipélago.

“São estes pequenos grandes passos que nos permitem caminhar para um desenvolvimento cada vez mais sustentável”, frisou Marta Guerreiro, acrescentando que, em São Jorge, está prevista a instalação de um segundo ponto de carregamento no concelho da Calheta, que deverá ser instalado durante o primeiro semestre deste ano.

Atualmente, a rede pública conta com 18 localizações, que já abrangem todas as ilhas, num total de 26, e pode ser consultada através do endereço http://www.azores.gov.pt/Gra/sreat-dre/menus/secundario/mobilidade/.

A titular da pasta da Energia sublinhou o trabalho do Executivo na promoção da mobilidade elétrica, criando “mais condições” para que os Açorianos possam incorporar “hábitos mais amigos do ambiente”.

“Esta tem sido uma legislatura que, de uma forma continuada e com substância, tem colocado a temática da mobilidade elétrica na agenda regional”, salientou a governante, referindo que o Governo, com a criação da Secretaria Regional da Energia, Ambiente e Turismo, “reforçou a importância da associação dos setores da energia e do ambiente, face aos desafios da atualidade”.

“A aposta na mobilidade elétrica é uma opção estratégica de política energética e ambiental, tendo em consideração o seu importante papel na conquista dos objetivos de desenvolvimento sustentável, bem como na descarbonização da economia, na mitigação dos efeitos das alterações climáticas e na melhoria da eficácia energética”, afirmou.

Na ocasião, Marta Guerreiro salientou que, para além desta rede, serão também distribuídos 33 pontos de carregamento normal, através de campanhas dirigidas a vários setores de atividade, por exemplo hotelaria, IPSS, hospitais, escolas, indústria, entre outros.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO