SATA – Vasco Cordeiro é o responsável pela grave situação financeira da companhia aérea regional

0
7

O PSD/Açores considerou hoje que “a gravidade da situação financeira do Grupo SATA é da responsabilidade de Vasco Cordeiro”, e que o Governo Regional “tem a obrigação moral de, perante todos os açorianos, explicar a real situação da companhia aérea”, de que é o único acionista.

Tendo sido noticiado hoje na comunicação social que o Grupo SATA teve prejuízos de 48 milhões de euros em 2018, os social democratas exigem “que o Governo Regional divulgue os números oficiais, ou que confirme essa informação”, diz o deputado António Vasco Viveiros.

“Se for confirmado este valor, também se confirma que, desde que Vasco Cordeiro assumiu responsabilidade diretas e indiretas na SATA, ou seja desde que foi Secretário Regional da Economia, a empresa perdeu 250 milhões de euros”, reforçou.

“Ou seja, são 250 milhões de euros, de todos os açorianos, perdidos por responsabilidade do atual presidente do governo”, adianta o parlamentar do PSD.

António Vasco Viveiros acrescenta que, “perante esta situação desastrosa, exige-se igualmente que o governo explique as medidas que já foram tomadas para que o mesmo não aconteça em 2019”, sublinhou.

“Da mesma forma, o governo deve, desde logo, divulgar quais foram os resultados do Grupo SATA no primeiro trimestre de 2019, uma vez que as contas fecharam a 30 de março”, explica o social democrata.

Segundo avançou hoje a Antena 1/Açores, o prejuízo gerado pelo grupo SATA em 2018 foi de 48 milhões de euros. Em relação a 2017, o prejuízo terá assim aumentado cerca de 15%, ou seja, sete milhões de euros.

“Trata-se do pior resultado de sempre, na história da transportadora aérea regional”, diz ainda António Vasco Viveiros.

Refira-se que, quando confrontado com o valor avançado hoje pela Antena 1/Açores, o Presidente do Governo Regional declinou fazer qualquer comentário, de momento.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO