Saúde – Arrancou campanha de divulgação da Linha de Saúde Açores e de sensibilização para vacinação antigripal

0
21
DR

Já estão a decorrer as campanhas de divulgação da Linha de Saúde Açores e de sensibilização para a vacinação antigripal.
A Linha de Saúde Açores, com o número 808 24 60 24, está disponível 24 horas por dia e disponibiliza triagem e encaminhamento, assistência em saúde pública e aconselhamento terapêutico, prestado por profissionais de saúde.

A secretaria Regional da Saúde anunciou, no início desta semana, o arranque de uma campanha de divulgação da Linha de Saúde Açores e de sensibilização para a vacinação antigripal.
No que diz respeito à campanha de vacinação da gripe, o Secretário Regional da Saúde, avançou que “tem por objetivo fazer com que os utentes tomem consciência de que a gripe se trata em casa e há várias soluções para isso”, salientando que para tal devem “seguir os conselhos do médico de família, da Linha de Saúde Açores e vacinar-se”.
Neste contexto, Rui Luís destacou o aumento de 110%, entre 2017 e 2018, nas chamadas realizadas para a Linha de Saúde Açores. “O investimento em 2018 de mais quatro enfermeiros e a introdução do acompanhamento dos utentes para constatar a evolução do seu estado de saúde fez mais que duplicar o recurso a esta linha”, observou.
No arranque desta campanha, que inclui um ‘spot’ a divulgar na RTP/Açores e cartazes distribuídos nas unidades de saúde, casas do povo e autarquias, foi ainda apresentada a evolução estatística do número de chamadas e os resultados de um inquérito de satisfação realizado, entre julho e setembro, aos utilizadores da Linha de Saúde Açores e da Linha de Emergência Médica e revelados os dados da taxa de vacinação da época gripal pelo diretor regional da Saúde.
Relativamente à taxa de cobertura vacinal, o Diretor Regional da Saúde, Tiago Lopes adiantou que esta tem vindo a crescer de ano para ano. Até ao final de novembro, já aderiram à vacinação 43,8% da população alvo, sendo aconselhável a administração até final de dezembro.
Este ano a Região tem disponível 25.500 vacinas gratuitas para grupos alvo prioritários, constituídos por idosos com 65 ou mais anos, doentes crónicos, cidadãos institucionalizados em lares, casas de saúde ou estabelecimentos prisionais, profissionais de saúde e bombeiros.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO