Sem a Benfica TV

0
13
TI

Sem a Benfica TV
Quase o dobro das cinco Semanas passadas em meados de 70 do século findo sem o “Astro”, uma das telenovelas brasileiras, então coqueluche da gente lusa, do Minho ao Corvo.
Aliás assaz compensadas, já que se tratou de inesquecível visita a familiares e amigos na América de Baixo e Califórnias, admirando terras muito faladas pelos nossos imigrantes.
Facto que não sucedeu agora com a falta da Benfica TV nos dois meses no Hospital Santo Espírito da Terceira e no Lar D. Pedro V, na Praia, tendo gramado o folhetim da presidência do Sporting de Portugal, transmitido nos Canais da Televisão nacional e até regional.

Grata escolha de Joel
Naturalmente deixou-me grato a escolha da Horta por Joel Neto para lançamento do seu novo livro, um ainda jovem escritor terceirense, mas já com nome nas letras açorianas e nacionais.
Por sinal, em tempo em que a capital faialense, vem sendo esquecída pela Governança socialista.
“Meridiano 28” sugestivo nome, refere-se em especial à importância, do nosso importante Porto, em época não distante, assaz destacada por Victor Dores, dando ao leitor uma linda ideia sobre a obra de Joel Neto.

Pista, sempre
Regressado a casa, a primeira preocupação foi folhear o “Tribuna” para tomar pé no que se passou na minha Ilha, aliás bem mais importante do que os futebóis.
Bastou-me o escrito de Rui Martins para ficar a saber que o “papão da “Vinci” não passou de maldosa falsidade, já que a Pista do Aeroporto constava do Acordo com o Governo.
Resumindo: 10 milhões de euros (Resa) 18 (Plano Junker), pelo que falta apenas 7 para os 35 milhões previstos pela Comissão da Câmara Municipal, entidade que ainda poderia conseguir um milhão, sem falar noutras fontes…
Estando assim reunidas as necessárias condições, queremos acreditar que desta feita será um facto o aumento da Pista do Aeroporto, construído no tempo em que a Horta era capital de Distrito chefiado pelo Governador Freitas Pimentel que muito lutou junto do Terreiro do Paço pela concretização da justa aspiração faialense.

Até que enfim!
Como é público, a Horta tem vindo a ser afastada do 1º. Lugar no anúncio de reuniões regionais.
Isto enquanto as outras duas ex-capitais de Distrito vêm sendo as privilegiadas, mormente Ponta Delgada.
Natural, pois, a nossa admiração ao ver, finalmente, a cidade faialense a encabeçar as entidades participantes na reunião dos 3 Hospitais e respectivos Centro de Saúde.
Como sempre e desta feita com mais razão, o “Tribuna das Ilhas” deu o merecido desenvolvimento à reunião em apreço, dispensando assim mais qualquer comentário ao evento. 

 

DR

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO