Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica vão voltar ao regime de 35 horas

0
9

Luís Cabral, Secretário Regional da Saúde, reuniu no passado dia 3 de novembro com os sindicatos dos Trabalhadores da Administração Pública e Entidades com Fins Públicos (SINTAP) e dos Técnicos Superiores de Diagnóstico e Terapêutica (SINDITE), a propósito do regime de 35 horas semanais para esta categoria profissional.

Para o Presidente do SINTAP, Francisco Pimentel, estão a ser “injustiçados” cerca de uma centena de técnicos de diagnóstico e terapêutica nos Açores, em relação a outros profissionais da administração pública regional, que trabalham 40 horas por semana.

O Secretário Regional da Saúde considerou o encontro “muito positivo” e afirmou que, até ao final deste mês, “estará concluído o texto final para aplicação das 35 horas aos Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica na Região”.

No final da reunião, Cabral recordou, que pretende implementar este regime no arquipélago açoriano “mediante a contrapartida de um banco de horas”.

O Secretário da Saúde adiantou ainda que não quer “criar qualquer tipo de diferenciação entre funcionários, independentemente de estarem ou não sindicalizados, no entanto, há questões legais que nos obrigam que este tipo de contrato seja feito exatamente com os sindicatos”.

“No encontro de hoje foi possível limar essas arestas e estamos agora em condições de concluir o texto final e proceder à sua assinatura para que se possa também aplicar o regime das 35 horas aos Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica”, sublinhou Luís Cabral.