Uma semana de boas notícias

0
9

Porque acredito que nem só as más notícias e as críticas devem nortear o nosso dia-a-dia, a semana passada foi fértil em comprovar o contrário, com um conjunto de boas notícias para a ilha do Faial.
1.A secretária de Estado do Turismoe o secretário de Estado da Defesa Nacional assinaram com a Câmara Municipal um memorando de entendimento para a integração do Quartel do Carmo no programa Revive (Reabilitação de Património e Turismo). Este antigo convento da ordem dos carmelitas do século XVII e que posteriormente foi adaptado a Quartel no século XX, já se encontrava abandonado há mais de uma década pelo Ministério da Defesa. Desde o passado dia 9 passaa ser o primeiro imóvel situado nas Regiões Autónomas a integrar a lista dos edifícios a requalificar através do referido programa nacional, com concurso para a sua concessão a ser lançado em 2017. O programa tem como objetivo requalificar 30 edifícios públicos degradados com elevado valor patrimonial, abrindo assim este património histórico ao investimento privado para o desenvolvimento de projetos turísticos. Fica assim encontrado uma solução para um problema que parecia não ter fim e que segundo o secretário de Estado da Defesa se deveu “à forte tenacidade do Presidente da Câmara e do deputado João Castro”.
2.Foi também assinado protocolo entre o Ministério da Defesa e o Município da Horta para a cedência das estruturas militares da Espalamaca e Monte da Guia. Recordemos que para o anterior Governo da República todas estas estruturas estavam à venda em hasta pública, levando vários concelhos de ilha e assembleias municipais a manifestarem-se contra esta demissão de responsabilidades. Com a cedência destas estruturas ao Município, uma das hipóteses a considerar será a recuperação e utilização das mesmas como espaços museológicos, que permitam contar a importância histórica que a cidade da Horta teve no passado, em termos militares e estratégicos, nomeadamente através de um roteiro turístico que demonstrasse o papel destas infraestruturas na defesa da cidade e do porto da Horta, bem como do canal entre as ilhas do Faial e do Pico, que serviam de ancoragem e trânsito de embarcações aliadas durante a II Guerra Mundial.
3-A presença do secretário de Estado na Cidade Mar também serviu para inaugurar a estação “Costa Segura” nos Açores. Este sistema de fiscalização, implementado agora na ilha do Faial,recorre a equipamentos de radar, câmaras óticas térmicas e rádios VHF para monitorizar as embarcações ao largo da costa, em tempo real, com o objetivo de melhorar as ações de patrulhamento, busca e salvamento marítimo. Foi também anunciadaa atribuição aos Açores, mais concretamente à ilha do Faial, do primeiro salva-vidas de grande capacidade, “Vigilante 21”, que estará concluído no final de 2018 e aindaque, no início de 2017, entrarão em funções 3 novas lanchas rápidas ao serviço da autoridade marítima nos Açores. É clara a aposta no reforço de meios humanos e equipamentos para este sector e se há região ou ilha com uma grande ligação ao mar e às atividades marinhas, essa região é os Açores e a ilha do Faial.
4 Passando do mar para o ar, ficamos também a saber que os três A320 do Grupo SATA já estão equipados e as tripulações certificadas para o projeto RISE, aguardando apenas a aprovação da ANAC para se iniciar os testes em voos normais para o Aeroporto da Horta, o que se espera que aconteça ainda este mês. Recordo que este projeto “permite aumentar a segurança, diminuir as situações de irregularidade operacional por limitações das condições atmosféricas e tem um impacto muito positivo na redução de custos e na qualidade do serviço”, uma vez que utiliza novos sistemas de navegação suportados em tecnologia satélite GPS. Resumindo, vai ser possível realizar aproximações com mínimos de visibilidade mais baixos e aumentar a segurança de voo para a ilha do Faial. Esperamos que, como fez o grupo SATA, também a empresa ANA/VINCI se chegue à frente e assuma as suas responsabilidades no que toca às questões de segurança do Aeroporto da Horta, nomeadamente no aumento da pista, mesmo que para tal seja necessário algum tipo de apoio Governamental.
5-Para terminar um breve destaque para todos os eventos da passada sexta-feira englobados no projeto “Natal com Tradição” e para o trabalho realizado pela Câmara Municipal e pela Câmara do Comércioda Horta, que a cada ano que passa consegue trazermais atividades, novidades e afluência de público. O “Dia das Montras” é já um marco na dinamização social, económica e cultural da ilha do Faial.

A todos os leitores um Bom Natal.

 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO