Universidade dos Açores realiza 1º Encontro de Biotecnologia Marinha nos Açores

0
23
blank

Fonte: Instituto de Investigação em Ciência do Mar – OKEANOS

O Instituto de Investigação em Ciências do Mar – OKEANOS realiza o 1º Encontro de Biotecnologia Marinha nos Açores, nos dias 5 e 6 de dezembro, no auditório do Departamento de Oceanografia e Pescas da Universidade dos Açores, na cidade da Horta.

Dada a sua localização geográfica e intensa atividade geotérmica, os Açores estão na origem de ambientes marinhos e terrestres únicos, que servem de habitat a uma grande diversidade de organismos. Por todo o arquipélago encontram-se espécies de flora e fauna cuja atividade metabólica representa uma fonte para a descoberta de compostos bioativos, com potencial interesse biotecnológico.
Alguns exemplos são moléculas e bioprodutos com aplicações nas indústrias farmacêutica, cosmecêutica, agro-alimentar, bio-energética e de bioremediação, ou ainda novos biomateriais com aplicações na engenharia de tecidos. Estes compostos têm vindo a despertar um interesse crescente na comunidade científica nacional e internacional, como evidencia o desenvolvimento dos trabalhos de bioprospecção e investigação na área da biotecnologia marinha a nível regional, quer por parte da Universidade dos Açores, quer por empresas sediadas na região.

Gui Menezes, Diretor do OKEANOS considera que “o potencial biotecnológico dos recursos marinhos dos Açores ainda está, em grande parte, por descobrir e, por isso, essa é uma área de investigação que queremos alavancar

O 1º encontro de Biotecnologia Marinha nos Açores foi organizado com o objetivo de divulgar os trabalhos científicos que estão a ser desenvolvidos nesta área, numa perspetiva de promover a convergência de interesses entre os pares, assim como o desenvolvimento de soluções inovadoras para a valorização e uso eficiente dos recursos naturais do Mar dos Açores.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!