Vandalizada vedação da Reserva Natural da Caldeira do Faial

0
27
DR

A vedação da Reserva Natural da Caldeira do Faial foi recentemente alvo de vandalismo. Esta situação permitiu a presença de gado nesta área protegida e provocou a degradação de alguns habitats e danos nas vedações de segurança e no piso do trilho pedestre PRCFAI 4.

Este acontecimento levou a Direção Regional do Ambiente, através dos serviços do Parque Natural do Faial, a desencadear uma ação especial de fiscalização e monitorização da Reserva Natural da Caldeira, enquanto decorrem os trabalhos de reparação da vedação que impede a entrada de gado nesta área protegida e das vedações de segurança do trilho pedestre.

A Reserva Natural da Caldeira do Faial foi criada a 7 de março de 1972 com o objetivo de conservar um conjunto de valores naturais que necessitam de ser preservados através do controlo dos acessos e da manutenção de regras de comportamento compatíveis com os objetivos que justificaram a classificação daquele território, sendo esta reserva um elemento estruturante na conservação da biodiversidade e da geodiversidade e um ponto de referência na visitação da ilha do Faial.

De acordo com o Gabinete de Apoio à Comunicação Social, “a vedação foi criada no âmbito do plano de gestão da Rede Natura 2000, por forma a permitir o controlo da entrada de herbívoros de grande porte neste perímetro, contribuindo de forma clara para a recuperação dos habitats e espécies, com destaque para os cursos de água alpinos com vegetação ripícola herbácea e as turfeiras de cobertura”.

Até à reposição integral da vedação, o Parque Natural do Faial, apela a todos os que tenham conhecimento da presença de gado bovino na Reserva Natural e no trilho pedestre o favor de informar.

 

SUBSCREVA A ASSINATURA. Basta preencher o formulário

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScF1d_clSmrQ16Tj0nvB7RJMzSS4JV3xf0WoCWtiykBM8hEKA/viewform

https://www.tribunadasilhas.pt/

https://www.facebook.com/tribunadasilhas

https://twitter.com/tribunadasilhas

http://issuu.com/tribunadasilhas

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO