Vasco Cordeiro enaltece valores dos Açorianos que partiram para a Bermuda para “lutar por uma vida melhor”

0
5
DR

O Presidente do Governo destacou a “aventura” dos Açorianos que, a partir do século XIX, partiram para a Bermuda para “lutar por uma vida melhor”, salientando que estes valores devem servir de motivação para reforçar a atual relação entre os Açores e a Bermuda.

“Estamos a celebrar um facto histórico, mas gostava de vos convidar a olhar em frente para o que representa este aniversário. Ele representa a vontade de lutar por uma vida melhor, o empenhamento de ajudar a construir uma terra que não é aquela onde se nasceu e a tenacidade de ultrapassar a ausência da família”, afirmou Vasco Cordeiro.

O Presidente do Governo falava sábado numa receção oferecida pelo Premier Edward David Burt, no final do primeiro dia da deslocação oficial à Bermuda, no âmbito das comemorações dos 170 anos da chegada dos primeiros portugueses a este território ultramarino britânico.

“Estes não são valores apenas de 170 anos atrás. Estes são valores que estão ainda presentes nas nossas sociedades”, frisou Vasco Cordeiro, para quem a “melhor forma de honrar aqueles que, há 170 anos atrás, embarcaram nesta aventura é com olhos postos no futuro” nesta relação entre os Açores e Bermuda.

“Vamos olhar para o futuro e ver como podemos reforçar esta relação entre dois povos e dois territórios que estão empenhados com estes valores e honrar estes passado comum”, preconizou o Presidente do Governo.

Esta é a primeira deslocação oficial de Vasco Cordeiro à Bermuda, que foi destino da emigração açoriana desde meados do século XIX.

Estima-se que cerca de 20 a 25 por cento da população das Bermuda seja descendente de portugueses, dos quais 90 por cento de origem açoriana.

Hoje, Vasco Cordeiro visita a exposição permanente ‘Azores e Bermuda’, no Museu Nacional da Bermuda, que retrata a importância e a influência, ao longo do tempo, da comunidade para o desenvolvimento daquele território, participando, à tarde, na procissão em honra da comunidade portuguesa.

A noite deste dia está reservada para a sessão solene de comemoração da chegada dos portugueses à Bermuda, organizada por uma Comissão composta pelo Governo da Bermuda, pela Casa dos Açores da Bermuda, pela Comissão de Festas do Senhor Santo Cristo da Bermuda e pela Comissão das Festas do Divino Espírito Santo da Bermuda, entre outras entidades.

A segunda-feira, feriado nacional instituído este ano para assinalar a chegada dos portugueses à Bermuda, inicia-se com uma cerimónia de descerramento de uma placa alusiva à imigração para a Bermuda, em que participará também o Premier Edward David Burt, enquanto que, à tarde, Vasco Cordeiro inaugurará a sede da Casa dos Açores na Bermuda, encontrando-se com a comunidade açoriana.

Além disso, está prevista uma visita ao Clube Vasco da Gama, fundado em 1935, e que é responsável pela Escola Portuguesa, dedicada ao desenvolvimento e preservação da língua portuguesa, projeto que é apoiado pelo Governo dos Açores.

No último dia desta visita oficial, o Presidente do Governo encontra-se com o Premier da Bermuda, visitando, de seguida, a Portuguese Rock, localizada na Reserva Natural Spittal Pond.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO