Vice-Presidente do Governo defende aposta na recuperação de habitações degradadas

0
22
DR
DR

O Vice-Presidente do Governo Regional dos Açores, Artur Lima, defendeu na segunda-feira, numa visita a São Jorge, uma aposta na recuperação degradadas da região, uma forma de incentivar “sempre que possível” as pessoas e os jovens a permanecerem nas suas freguesias e localidades.

A intenção do executivo, plasmada no Programa do Governo, passa por “investir na recuperação de habitação degradada”, assinalou Artur Lima.

O Vice-Presidente do Governo adiantou ainda que o Governo pretende, o mais breve possível, celebrar um contrato ARAAL com a Câmara Municipal de Velas a fim de colocar o loteamento dos Casteletes, na Urzelina, concelho de Velas, ao “dispor dos munícipes e das pessoas”.

“Queremos avançar rapidamente com a requalificação daquele loteamento, acabar as infraestruturas e resolver os problemas de segurança que ali existem”, frisou.

Artur Lima lembrou que o intuito do Governo dos Açores é colaborar de forma estreita com os municípios, a fim de desenvolver as políticas que satisfaçam o desenvolvimento local e regional, reiterando “toda a abertura e interesse” em cooperar com o município de Velas na requalificação do loteamento.

“Vamos fazer a requalificação do loteamento. Já não serão os 26 lotes do início por questões de segurança. Ficarão em princípio 16 lotes. Teremos mais 11 disponíveis na próxima candidatura, que estão prestes a entrar em processo de licenciamento”, referiu.

Artur Lima visitou ainda em São Jorge o Instituto de Santa Catarina e a Casa de Repouso João Inácio de Sousa.

No final da visita ao Instituto de Santa Catarina, o Vice-Presidente do Governo recordou que o executivo regional cabimentou verba, no Plano e Orçamento para 2021, para a criação de um Centro de Acolhimento Temporário na Urzelina.

“É uma pretensão que vamos acolher já no próximo Plano e Orçamento”, concluiu.

Artur Lima assegurou ainda que o Governo dos Açores continuará a apoiar a ampliação e requalificação da Casa de Repouso João Inácio de Sousa, nas Velas, havendo verba prevista para o efeito no Plano e Orçamento para 2021.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO