Açores investiram 1,4 milhões de euros nos Postos de Informação Turística da Região

0
17

A Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo adiantou hoje que o Governo dos Açores tem um curso um projeto de renovação dos Postos de Informação Turística da Região, num investimento global de cerca de 1,4 milhões de euros.

Marta Guerreiro falava, na Praia da Vitória, na inauguração da renovação do Posto de Informação Turística da Aerogare Civil das Lajes, “uma obra que vem proporcionar um espaço mais funcional, otimizando a área disponível, permitindo a existência de dois postos de trabalho para o acolhimento de visitantes com maior conforto”.

“Este é um projeto que tem como objetivo melhorar, uniformizar, inovar e modernizar todos os postos de turismo, através da renovação da sua imagem física e institucional, consentânea com o conceito do turismo ‘Açores – Certificado pela Natureza’, apostando em tecnologias de informação e comunicação e tornando-os mais apelativos e alinhados com a mensagem comunicacional que se pretende transmitir”, frisou Marta Guerreiro.

Segundo a governante, “a prioridade do programa de intervenção nos postos de turismo teve em consideração, por um lado, a urgência face ao estado físico das instalações e, por outro, a posição e visibilidade de cada um deles no normal percurso realizado pelos visitantes que chegam à Região”.

“A sua renovação e adequação apresentou como principais desafios a uniformização da imagem, a adequação aos diferentes tipos de interação, a resposta às necessidades do visitante e a intenção de tornar o contacto e a permanência nas instalações o mais agradável possível, retratando nestes espaços a hospitalidade açoriana”, sublinhou.

A titular da pasta do Turismo adiantou que, deste modo, “é implementada uma linguagem contemporânea, capaz de comunicar através dos sentidos, das emoções e com uma cordialidade descontraída, fazendo o visitante sentir-se em casa, onde cada posto de turismo é um ponto de encontro entre o visitante e o funcionário, sendo transmitido de modo informal o que cada ilha tem para oferecer”.

O projeto engloba os 25 Postos de Informação Turística da Região, sendo 15 de pequena dimensão, oito de média dimensão e dois de grande dimensão.

Marta Guerreiro destacou ainda “a conceptualização da arquitetura, design e comunicação digital para um posto de turismo amovível, podendo esse projeto disponibilizar informação turística de forma esporádica ou sazonal, mas sem necessitar de recorrer à criação de uma infraestrutura fixa”.

“Esta será uma importante medida para garantir a coerência formal da imagem do turismo na Região”, frisou.

Na ocasião, a Secretária Regional salientou que, “atendendo, não só à necessidade de melhoria das condições físicas das instalações, quer para os visitantes como para os próprios funcionários, como também da adequação tecnológica, face à crescente evolução da comunicação digital e globalização de informação, este é um investimento importante e necessário por forma a acompanhar o desenvolvimento turístico da Região”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO