Ambiente: “Salvar o planeta começa pela nossa ilha”

0
30
blank

O Presidente da Câmara Municipal da Horta defende que a consciencialização das crianças e jovens para a conservação da natureza é essencial para a sustentabilidade ambiental.
“Salvar o planeta começa pela nossa ilha e com a implementação dos 3 R’s: reduzir, reutilizar e reciclar.

Comportamentos como fazer a separação dos resíduos e colocá-los nos recipientes corretos são essenciais para a preservação do meio ambiente”, referiu Carlos Ferreira às crianças do Lar das Criancinhas da Horta – o Castelinho – galardoado pelo 13.º ano com a bandeira verde do projeto Eco-Escolas.

“Ao cuidarmos do meio ambiente, estamos a proporcionar uma melhor qualidade de vida às gerações presentes e vindouras. Deste modo, é fundamental incutir na nossa comunidade, especialmente nas gerações mais jovens, o respeito pela natureza, pois a proteção ambiental deve ser uma responsabilidade de todos”, declarou.

Na ocasião, o autarca congratulou a instituição pelo trabalho desenvolvido e transmitiu ainda, aos mais novos, a importância de zelar pela boa utilização e poupança de outro recurso natural: a água.

“É fundamental fechar a torneira sempre que não houver necessidade de usar a água”, alertou o Presidente da Câmara Municipal da Horta, pedindo às crianças e jovens presentes para cumprirem estas boas-práticas, como já vêm fazendo, mas também para ensinarem às suas famílias e amigos, de modo a termos uma ilha mais limpa e sustentável. “Desta forma, estão a salvar o planeta”, frisou.

Após o hastear da bandeira, Carlos Ferreira visitou a exposição Eco-Escolas e ainda o quintal deste estabelecimento de ensino, denominado “Lar das Sementinhas”.