Atlânticoline vai solicitar intervenção da Direção dos Serviços de Trabalho para ultrapassar impasse nas negociações com o SIMAMEVIP

0
171
DR/Atlânticoline
DR/Atlânticoline

Atlânticoline

Na sequência da greve dos trabalhadores da Atlânticoline, S.A. convocada pelo Sindicato  dos Trabalhadores da Marinha Mercante Agências de Viagem, Transitários e Pescas (SIMAMEVIP), em vigor desde o dia 1 de dezembro, a Atlânticoline, S.A. levou a cabo um último esforço no sentido de um acordo entre ambas as partes, para revisão do Acordo de Empresa e desconvocação da greve. Ontem, a empresa comunicou ao sindicato a sua intenção de, no caso do impasse negocial se manter durante os próximos 8 dias, solicitar a intervenção da Direção dos Serviços de Trabalho, para resolução do diferendo pelo procedimento por conciliação, nos termos do artigo 523.o e seguintes do Código do Trabalho.

Recorde-se que, recentemente, a Atlânticoline voltou a fazer uma proposta de valorização salarial transversal a toda a empresa e não apenas a uma única categoria profissional, como defende o Sindicato, tendo como contrapartida uma solução com fundamento e enquadramento jurídico para caminhar no sentido
da resolução do limite legal do trabalho suplementar. Até à data o sindicato rejeitou todas as propostas apresentadas pela empresa, nunca propondo qualquer tipo de alternativa, mostrando que não está interessado em ser parte da solução.

A empresa está, como sempre esteve, disponível para negociar propostas construtivas e que se vinculem a soluções duradouras e não apenas respostas avulsas e dirigidas a uma única categoria profissional, ignorando a resolução de situações laborais cujo enquadramento se impõe, de forma vantajosa para os trabalhadores e para a empresa

A Atlânticoline deixa uma palavra de muito apreço aos seus trabalhadores e aos seus clientes e passageiros, e lamenta todos os transtornos que a greve possa causar, os quais são alheios à vontade da mesma.