Aulas presenciais retomam nas Velas após interrupção letiva da Páscoa, avança Sofia Ribeiro

0
29
blank

A Secretária Regional da Educação, Sofia Ribeiro, anunciou na quinta-feira que as aulas na Escola Básica e Secundária de Velas devem retomar já no próximo dia 19 de abril, após a interrupção letiva da Páscoa, caso a “situação da crise sismovulcânica venha a manter-se como se regista atualmente”.

As declarações foram prestadas no âmbito da visita da governante às três escolas da ilha de São Jorge.

“É importantíssimo que os alunos tenham estabilidade e ela faz-se com aulas presenciais”, frisou a governante. Quanto ao ensino à distância, Sofia Ribeiro admite a possibilidade “apenas em último recurso”.

“Caso a ciência nos indique que possa ser mais seguro não estarem na escola, nessa altura, analisaremos outras formas de apoio aos alunos”, acrescentou.

“As pessoas têm feito comparações com a pandemia de covid-19, em que se encerraram estabelecimentos de ensino”, referiu Sofia Ribeiro.

“Nessa altura a comunidade estava mais protegida estando nas suas casas. Nesta situação em concreto, e mantendo-se o contexto atual, a escola garante segurança por ser um edifício novo, com boas estruturas”, salientou.

Recorde-se que, no início da crise sismovulcânica em São Jorge, a titular da pasta da Educação emitiu um comunicado a suspender a atividade letiva na EBS das Velas “até novas indicações”.

Desde o encerramento das atividades letivas na EBS das Velas, a Escola da Calheta acolheu cerca de 50 alunos e a Escola do Topo acolheu 18, ambas “num regime volátil” por ter sido, como explicou Sofia Ribeiro, “sempre de adesão voluntária por parte dos alunos”.

As duas escolas do concelho da Calheta foram adaptadas para servirem também como zonas de acolhimento à população em caso de necessidade: “foi feito um trabalho extraordinário por parte dos conselhos executivos, pelo pessoal da ação educativa e pelo pessoal docente, para que pudéssemos adaptar estas escolas com o mínimo prejuízo possível das aulas”, referiu a Secretária Regional.