Autárquicas 2013 – Coligação “Pela Nossa Terra” quer ser alternativa para governar o Faial

0
24

O Teatro Faialense recebeu terça-feira o comício da Coligação PSD/CDS-PP/PPM. Com a sala cheia, foram apresentados todos os candidatos aos órgãos autárquicos às eleições de 29 de setembro, com o presidente do PSD/Açores, Duarte Freitas, a marcar presença.

O candidato da coligação à Câmara Municipal da Horta (CMH) frisou que o seu projeto “quer dar um contributo para refrescar e fortalecer a democracia no Faial” que, no seu entender, está “doente”. Luís Garcia considerou que a alternância democrática no Faial é “urgente” e teceu duras críticas à governação socialista na CMH afirmando que “há uma geração de políticos no PS no Faial que precisam de uma cura de oposição”.

Luís Garcia vê a coligação como a única alternativa para governar o Faial e libertá-lo “das amarras da gestão socialista sufocante de 24 anos”. “Dar aos faialenses um novo rumo e um novo tempo” é a aposta do candidato, que acredita que pode vencer estas eleições e por isso pediu à população um voto de confiança, para implementar o seu projeto. 

blank

Garcia prometeu a realização do Saneamento Básico de forma faseada, a reabilitação do Mercado Municipal e da Baixa da cidade e o avanço do projeto da Frente Mar. O candidato quer uma nova atitude, uma nova estratégia para o desenvolvimento local, onde é crucial a promoção do emprego. 

Referiu ainda que a concretização do seu projeto só é possível com a ajuda de todos: “todos somos necessários para desenvolver a nossa terra”, disse.

Jorge Costa Pereira, mandatário da coligação, disse a Luís Garcia não esperar que ele seja “um bom presidente de Câmara”. “Eu sei que serás um excelente presidente” – afirmou veementemente.

blank

Para Costa Pereira, “eleger Ilídia Quadrado para a presidência da Assembleia Municipal é mostrar que o que se prestigia e valoriza na AM não são os títulos, nem a condição, nem o nascimento dos candidatos, mas sim a competência, a seriedade e a honestidade na defesa intransigente das pessoas da ilha e deste concelho”.

blank

Ilídia Quadrado vê este projeto como um sinal de mudança, que pretende engrandecer o Faial, por isso apelou à não abstenção neste ato eleitoral. “É necessário estarmos determinados a mudar e lutar pela nossa terra”, disse, acrescentando que “não podemos manter a postura de comodismo, indiferença e apatia”, pois, para a candidata, está em causa o futuro do Faial.

Ilídia tem por objetivo reforçar a divulgação das sessões da AM e continuar a realizá-las em vários locais da ilha, bem como criar uma AM jovem, pois para si, a consciência cívica é algo que deve ser desde cedo implementado, de forma a criar cidadãos ativos, que participem no desenvolvimento da sua terra. 

O presidente do PSD/Açores, Duarte Freitas, presente neste comício, deixou um apelo ao voto, considerando que seis mandatos de gestão socialista é muito tempo e só fariam sentido se essa fosse uma gestão empreendedora dinâmica, o que, no seu entender, não se verificou. Duarte Freitas acusou o PS/Faial de ficar calado aquando da defesa dos interesses da ilha e de ter deixado de ter “ ambição” para o Faial, “limitando-se a gerir o poder interno como se desse por adquirido ser dono total da vontade dos faialenses”.

blank

No seu apelo ao voto, Duarte Freitas lembrou que no domingo os eleitores não vão votar no Governo da República ou no Governo Regional, mas sim naqueles que lhe estão próximos, como o presidente da junta, o presidente da AM e o presidente da CMH. 

 

 

 

 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!