Autárquicas 2013 – Coordenadora do BE no Faial para apoiar candidatura à Câmara da Horta

0
11

A coordenadora do Bloco de Esquerda veio ao Faial para apoiar a candidatura do partido à Câmara Municipal da Horta (CMH). Catarina Martins marcou presença esta segunda-feira num jantar convívio organizado pelo partido, onde referiu que estas eleições – as primeiras na “era da Troika” -, devem ser encaradas como o momento de “resgatar a democracia” e “dar resposta às necessidades das pessoas.

A deputada do BE à Assembleia da República lembrou que “a capacidade de decisão do povo está em causa nestas eleições” e que as autárquicas não são “a política dos pequeninos” mas sim um momento de escolha importante, pelo papel que os autarcas terão em decisões como a privatização da água, as políticas de habitação ou a gestão dos resíduos. Em relação a esta última, condenou a sua atribuição a entidades privadas, entendendo que essa situação é prejudicial para o ambiente e para as finanças públicas.

Para Catarina Martins o acolhimento que o BE/Faial deu a um independente para encabeçar a candidatura do partido é um bom exemplo do esforço para trazer todos os cidadãos às decisões políticas.

Neste jantar, que contou também com a participação da líder regional do partido, Zuraida Soares, o candidato do BE à CMH criticou a gestão socialista da autarquia faialense, que considera ter provocado o “esvaziamento da ilha” e a “partidarização da administração pública”. João Stattmiller entende que o Faial precisa “de uma Câmara renovada e firme” e apelou ao combate ao inconformismo: “em democracia a decisão final é das pessoas. Mobilizem-se”, pediu, garantindo que a sua candidatura tem um programa de ação “para todos, agora e depois das eleições”.

Mário Moniz, mandatário da candidatura e responsável pelo BE no Faial, reconheceu que este projeto tem “um cariz diferente”, frisando que tal se trata da tentativa do partido de se “abrir à sociedade e à cidadania”. Moniz refere que o BE conta com todos para “juntar forças para virar à esquerda”.

 

 

 

 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO