Campanha Solidária une Faial e Cabo Verde

0
23

A junta de freguesia do Capelo e o Parque Natural do Faial uniram-se e estão a convidar as diversas instituições da ilha a tomar parte num movimento solidário para com a população da ilha do Fogo, em Cabo Verde.

Esta campanha visa angariar fundos, roupa e alimentos e outros bens essenciais para apoiar as vítimas do vulcão do Fogo, que entrou em erupção no mês de novembro de 2014.

Segundo sê lê em comunicado das entidades organizadoras “ser ilhéu é compreender porque se parte, porque se volta, porque se fica. Compreender que sempre que alguém perde o que a terra lhe dá, há outro ilhéu que compreende e o apoio. De vulcão para vulcão”, razão que pretende ser impulso à exacerbação da solidariedade faialense para com esta região, por sinal país independente, também membro da Macaronésia.

Para os próximos meses estão já programados uma panóplia de eventos. Durante um período de dois meses, de 15 de março a 15 de maio, decorrerá a recolha “Morabeza”.  Este regionalismo crioulo, morabeza, significa “bem-vindo”, sendo atribuídas por habitantes locais outras interpretações, como amor, beleza e amabilidade.

Esta iniciativa encontra-se dividida em duas vertentes, uma à responsabilidade da Câmara do Comércio e Indústria da Horta e dos Escuteiros, e uma outra sob égide do Parque Natural do Faial. A primeira servirá para angariar alimentos, roupa, eletrodomésticos e outros produtos, via comércio tradicional da ilha do Faial. Por sua vez, a segunda recolherá material escolar, através da entidade organizadora em parceria com a Escola Secundária Manuel de Arriaga e a Escola Básica e Jardim de Infância António José de Ávila.

O Centro de Interpretação do Vulcão dos Capelinhos tornar-se-á palco no dia 29 de março, pelas 17h00, do sarau cultural “Terras de Lava”, um encontro de coros onde marcarão presença os corais da Horta, Ponta Delgada e da cidade viseense de Tondela. A organização está ao encargo da junta de freguesia local, do Parque Natural do Faial e do grupo coral da Horta.

O mês de abril será sinónimo de chamarritas. Está prevista para a noite de 11 de abril, pelas 21h00, o evento “Chamarritas solidárias”. A Casa do Povo do Capelo além de organizadora, em conjunto com o grupo de chamarritas “Amigos das Angústias”, vai também emprestar a sua sede para quem queira passar uma noite a bailar o que de mais característico há no folclore açoriano.

Pelas 20h00 do dia 24 de abril terá inicio o jantar “Solidários com Cabo Verde”, no pavilhão das Angústias. O Parque Natural do Faial, responsável único por este acontecimento, brindará todos os interessados com uma noite cabo verdiana, com jantar e música ao vivo.

Para 30 de maio, dia em que se realiza a segunda edição do Azores Trail Run (AZT), está também programada uma corrida e caminhada solidária com Cabo Verde. O Clube Independente de Atletismo da Ilha do Faial (CIAIA), através do projeto AZT, está incumbido destas iniciativas em que o valor da inscrição será dirigido à população afetada pela erupção.

A regata “Cabo Verde no Horizonte” terá lugar no início de junho, dia 6. Para as 10h00 prevê-se a realização da regata em vela de cruzeiro e às 15h00 uma de botes baleeiros, ambas na Baía da Horta. O Clube Naval da Horta assume a organização desta prova, com o jantar convívio a ter lugar no bar do Clube Naval pelas 20h00 do mesmo dia.

Até ao momento as duas propulsoras já conseguiram como parceiros a Academia do Bacalhau, a Associação do Produtores de espécies demersais dos Açores, a Cáritas da ilha do Faial, a Casa do povo do Capelo, a Câmara do Comércio e Indústria da Horta, o Clube Naval da Horta, e os Escuteiros e Escoteiros da ilha. 

Recorde-se que cerca de 1500 pessoas tiveram de ser deslocadas durante a erupção deste vulcão, que teve início a 23 de novembro de 2014 e se estendeu até 8 de fevereiro deste ano. Várias localidades, como Portela e Bangaeira, ficaram reduzidas a escombros.