Combate às toxicodependências tem resultados positivos que não podem ser desvalorizados

0
8

O Grupo Parlamentar do PS/Açores defende que o problema da toxicodependência tem de ser debatido de forma séria, sem “estigmatizar as pessoas e as famílias” afetadas e com base em dados concretos. O deputado João Paulo Ávila condenou, ainda, o discurso do PSD, no debate desta quarta-feira: “Nós não somos os piores do País e os senhores não têm o direito de passar essa mensagem negativa, que não corresponde à realidade da nossa Região”.

Sobre o debate que é preciso fazer, João Paulo Ávila, informou que o Grupo Parlamentar do PS/A vai chamar o Governo dos Açores, à Comissão de Assuntos Sociais, para “discutir de forma séria” o estudo solicitado à Universidade dos Açores, cujo prazo de conclusão foi alargado para garantir que em vez dos mil e quinhentos inquéritos previstos, fossem inquiridos “todos os jovens das nossas escolas”.

Em relação ao debate desta quarta-feira, João Paulo Ávila demonstrou os resultados já alcançados: “Há parcerias profícuas nesta matéria, parcerias que levam a que pela primeira vez nos Açores haja mais pessoas em programas livres de drogas do que pessoas em programas de substituição”. Apesar desses resultados, o PS/Açores defende a necessidade de se elaborar uma estratégia com base no estudo que vai ser conhecido este mês.

No entanto, conforme fez questão de sublinhar ao longo do debate, o combate às dependências não pode ser feito marginalizando as pessoas afetadas: “O Partido Socialista não compactua com esta estigmatização das pessoas e das famílias que precisam é de alguém que lhes dê a mão. O PSD vem a esta casa ignorando, completamente, o trabalho que já foi feito (…) Ignoram, propositadamente, dados que demonstram uma evolução positiva”.

João Paulo Ávila, também, confrontou o PSD que “todas as semanas” faz notas de imprensa sobre esta temática, mas que só apresentou “uma única proposta nesta legislatura” sobre esta matéria. O deputado socialista criticou o facto dessa oposição “desmerecer” todo o trabalho que tem sido desenvolvido, como por exemplo, a criação de um programa de apoio às famílias de utentes com problemas de dependências, o Programa “Domicílios e Carros sem Fumo” e a alteração da idade para o consumo de álcool: “Estão aqui três exemplos das muitas iniciativas que já foram implementadas (…) O Partido Socialista é o partido nos Açores que efetiva e constrói as soluções para as necessidades desta matéria que nós estamos aqui a discutir. São os Governos do Partido Socialista nos Açores que sempre estiveram na linha da frente em parceria com as várias entidades, que operacionalizam as várias ações de prevenção e de combate”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO