Conferência das Assembleias Legislativas Regionais da União Europeia – Ana Luís recebe testemunho da presidência da CALRE

0
7
TI

TI

A presidente da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores recebeu na passada quarta-feira o testemunho da presidência da CARLE das mãos do antigo presidente Juan Pablo Durán, Presidente do Parlamento de Andaluzia e Vice-Presidente da CALRE

No seguimento da sua eleição como Presidente da CARLE – Conferência das Assembleias Legislativas Regionais da União Europeia, no passado dia 10 de novembro, Ana Luís recebeu, na passada quarta-feira, o testemunho da presidência das mãos do ex presidente Juan Pablo Durán, Presidente do Parlamento de Andaluzia e agora Vice-Presidente da CALRE.
Durante o seu discurso, Juan Pablo Dúran congratulou Ana Luís e afirmou ter a certeza de que realizará um “magnifico” trabalho à frente desta conferência.
Não esquecendo a posição geográfica dos Açores, Dúran salientou que o arquipélago “uma terra que está no centro do Atlântico e agora sob a presidência da Ana Luís na CALRE vai estar no centro da Europa para se tornar numa força dos interesses das regiões ultraperiféricas”.
De seguida, o Presidente do Parlamento de Andaluzia entregou o testemunho, o bastão Mákila, à nova Presidente.
No seu discurso, Ana Luís começou por agradecer a Pablo Durán pelo trabalho que realizou enquanto presidente da CALRE e deu-lhe as boas vindas ao arquipélago dos Açores, em particular à ilha do Faial.
Seguidamente, a Presidente da Assembleia Legislativa explicou que a Mákila é um “bastão tradicional do povo basco, símbolo de autoridade e de respeito e que, durante séculos, foi apoio e suporte dos viajantes” e que agora “será o meu companheiro desta viagem”.
“Uma viagem que nem sempre será fácil, mas na qual colocarei todo o meu empenho e trabalho, para cumprir com os três grandes objetivos a que me propus, quando no dia 10 de novembro passado, fui eleita Presidente da CALRE”, salientou a governante.
O seu primeiro objetivo é “dar continuidade ao percurso traçado pelos anteriores Presidentes, colocando a tónica da nossa ação no contributo das Regiões na elaboração da legislação europeia”, revelou a nova Presidente da CALRE.
Ana Luís tem a noção de que “as Regiões são um dos níveis de poder mais próximo das populações” e está ciente do “cada vez maior descontentamento e afastamento dos cidadãos, não só em relação às instituições europeias, mas também aos seus órgãos de poder regional e local”.
Neste sentido, a presidente sublinhou que a CALRE tem de recuperar a confiança das populações “através, por exemplo, da transparência no exercício das nossas funções, do recurso às novas tecnologias ou dos estudos sobre o impacto das políticas nas suas vidas, aproximando, desta forma, os cidadãos dos centros de tomada de decisão e aumentando a sua participação na vida política, sensibilizando-os, também, para os benefícios de pertencer à União Europeia”.
O seu segundo objetivo passa pela “coesão económica e social”, pelo que “Política de Coesão e a estratégia comunitária pós 2020, estarão no centro do nosso trabalho”. Com este objetivo pretende-se “um desenvolvimento harmonioso, próspero e de oportunidades para todas as Regiões europeias”, sublinhou.
O seu terceiro e último objetivo proposto é “colocar no centro do debate matérias que entendemos ser da maior importância, para uma Europa cada vez mais atenta, social e sustentável”, adiantou Ana.
A presidente da Assembleia Legislativa adiantou ainda que essas matérias passam pela aproximação das regiões que integram a CALRE, as alterações climáticas e as questões de género.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO