Consumo de substâncias aditivas nos Açores – Dados confirmam que Governo ignora medidas de combate

0
21
DR

DR

O PSD/Açores chamou a atenção para os números “dramáticos” que colocam os jovens açorianos a liderar o consumo de substâncias aditivas em Portugal.
“Um inquérito do Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências feito a 81% dos 2914 jovens dos Açores presentes no Dia da Defesa Nacional, em 2016, revela que os jovens açorianos têm o maior e mais regular consumo de anfetaminas, cocaína, alucinogénios e de novas substâncias psicoativas, a nível nacional”, avançam os deputados faialenses com base numa notícia da Antena1/Açores.

“O Governo é o grande e único responsável político pela situação dramática dos Açores ao nível das dependências. É um Governo sem estratégia, que vive para as fotografias e para os anúncios de circunstância, enquanto a Região se afunda nas dependências”, afirmou Carlos Ferreira, deputado do PSD/Açores na sequência de uma notícia avançada pela Antena1/Açores.
Segundo Carlos Ferreira “o Governo regional não pode continuar a fechar os olhos a esta situação dramática e a receber com apatia dados estatísticos que nos obrigam a agir. É urgente que se avance para a implementação de uma verdadeira estratégia regional de prevenção e combate às dependências”, defendeu.
A este respeito o deputado faialense lembrou que o PSD/Açores tem vindo a “denunciar e a alertar para as consequências da inação do executivo regional na última década no que respeita à prevenção e combate à toxicodependência”, considerando ainda que se tratou de uma “década trágica para a população açoriana, em especial para a juventude”.
Segundo Carlos Ferreira, o inquérito do Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências realizado a 81% dos 2914 jovens dos Açores presentes no Dia da Defesa Nacional divulgado pela Antena 1/Açores, “confirma, uma vez mais, o caminho cambaleante do Governo regional no combate à toxicodependência”, como já havia também demonstrado o mais recente relatório nacional “A Situação do País em Matéria de Drogas e Toxicodepen-dência”, divulgado em fevereiro e para o qual já o PSD/Açores tinha chamado a atenção.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO