Ela está em mim

0
8
TI

O Caetano do Cascalho
Sofre de uma depressão
Não é culpa do trabalho
É mais pela solidão

Pois nesta Canada Larga
Havia muita população
Agora há muito é praga
E há é pouca solução

Noventa e tal pessoas
Já moraram nesta rua
América, Canadá, Lisboa
Deixou a canada nua

A nossa Canada larga
É toda muito a subir
Mas passa carros de carga
E muita gente a pedir

Estão vindo é estrangeiros
Pois gostam de cá viver
Pessoas que tem dinheiro
Isto no meu entender?

De dia estão escondidos
Nas suas habitações
Mas são muito entendidas
Mesmo sem reparações

Os nossos pobres coitados
Foram pra outras nações
Mas se não forem poupados
Vão ter muitas desilusões

Os jovens mais importantes
Quiseram foi emigrar
Nós os mais ignorantes
Só nos resta cá ficar

E por aqui nós ficamos
Como ficou o morcego
E assim continuamos
Isto aqui é um sussego

E assim vou eu vivendo
Enquanto Jesus quiser
Ora rezando ou gemendo
Á espera de morrer

Mas Deus não é culpado
Desta minha situação
Ele anda muito ocupado
Tem muita tripulação

Nós temos de meditar
E pensar mais a fundo
A Deus não vamos culpar
Por tudo o que há no mundo

Deus tem bons, maus, tolinhos
Por todo o mundo sem conta
Está cheio de trabalhinhos
Para chegar de ponta a ponta

Fico agora por aqui
Já cumpri a missão
Se alguém eu ofendi
Peço a todos perdão

Termina já o Caetano
Com uma dor no pescoço
Continuação de bom ano
E a paz fique convosco… 

António Caetano
Cascalho-Cedros

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO