Governo dos Açores apresenta Projeto REGIN na Região

0
30
DR/GACS
DR/GACS

A Vice-Presidência do Governo apresenta amanhã, dia 03 de fevereiro, o Projeto REGIN – Regions for Migrants and Refugees Integration, destinado a dirigentes e técnicos da administração pública e de organizações não-governamentais e a órgãos de comunicação social.

A iniciativa, promovida através da Direção Regional das Comunidades numa sessão online com pré-inscrição, vai contar com a presença do Vice-Presidente do Governo dos Açores, Artur Lima, que presidirá à sessão de abertura, e com o Diretor Regional das Comunidades. José Andrade, que apresenta a comunicação “A Integração de Imigrantes nos Açores”.

Este projeto, que terá lugar pelas 14H30 de quarta-feira, visa dar a conhecer o projeto, as atividades realizadas até ao momento e as agendadas para os próximos meses.

O programa do evento contempla ainda o painel “O papel das associações na promoção da integração nos Açores”, com os contributos de Leoter Viegas e de Ana Silva, Vice-Presidente da AIPA – Associação de Imigrantes nos Açores e Diretora de Projetos e Coordenadora do Gabinete de Apoio ao Migrante da CRESAÇOR – Cooperativa Regional de Economia Solidária, respetivamente.

O projeto europeu REGIN – Regions for Migrants and Refugees Integration tem como objetivos reforçar a capacidade das entidades regionais na promoção da integração dos migrantes, através da criação de uma rede de cooperação internacional que possa fornecer e desenvolver um conjunto de instrumentos e de ferramentas que melhorem o desempenho das regiões nesta área e, consequentemente, contribuam para esse fim.

A Direção Regional das Comunidades integra este programa em representação da Região Autónoma dos Açores, juntamente com a CRPM – Conferência das Regiões Periféricas Marítimas (França), a Migration Policy Group (Bélgica), a Instrategies e o Centro de Barcelona para Assuntos Internacionais-CIDOB (ambos da Catalunha), e com outras entidades governamentais das regiões de Campania e Sardegna (Itália), Catalunha e Múrcia (Espanha), e Skåne (Suécia).

Aprovado no âmbito do FAMI – Fundo Asilo, Migração e Integração, o projeto, com uma duração de dois anos, é liderado pela CRPM – Conferência das Regiões Periféricas Marítimas, instituição que agrupa cerca de 150 regiões de 28 países, representando aproximadamente 200 milhões de habitantes.

Ainda ao abrigo deste projeto, no dia 04 de fevereiro terá lugar uma sessão de diagnóstico das oportunidades e desafios, no âmbito da promoção da integração de imigrantes na Região, tendo em vista a apresentação e discussão de propostas de atividades-piloto a implementar durante o projeto.

Posteriormente, será também promovida uma ação de formação destinada à Administração Pública Regional, a realizar até ao final de fevereiro.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO