Lara Martinho aconselha a NATO a aumentar exercícios militares para responder a ameaças

0
10

A deputada do PS Lara Martinho apresentou pela primeira vez, em Bratislava, capital da Eslováquia, um relatório na Assembleia Parlamentar da NATO, onde recomenda um programa intensificado de exercícios militares para aumentar a prontidão e a cooperação entre as forças Aliadas, agora que a Rússia tem feito crescentes ameaças à segurança a norte do Atlântico.

“À medida que a Rússia expande as suas capacidades militares, uma agenda maior e mais robusta é essencial para testar e certificar a evolução da defesa e a postura de dissuasão da NATO”, frisou a parlamentar eleita pelo círculo dos Açores.

Lara Martinho defendeu que estes exercícios também podem desempenhar um papel crucial no melhoramento de infraestruturas, como estradas e pontes.

No entanto, a Rússia não é o único desafio para a NATO. “A instabilidade contínua nas regiões em todo o seu flanco sul traz uma série de desafios assimétricos, desde a migração ao terrorismo”, recordou a socialista, que explicou que, deste modo, “a NATO está a projetar uma abordagem de 360 graus para a sua dissuasão e defesa coletiva para uma melhor resposta à crise”.

Assim, a deputada do Partido Socialista alertou toda a audiência que “aumentar a qualidade e a quantidade de exercícios da NATO é um objetivo vantajoso que todos os Aliados deveriam estar focados em alcançar”.

Estes exercícios militares são mais vantajosos a nível de custos do que os exercícios nacionais independentes, e “são importantes elementos construtivos da solidariedade transatlântica”, sublinhou.

“Como principais financiadores das forças Aliadas e como representantes dos cidadãos que servem nas suas forças nacionais, os parlamentares da NATO podem fazer muito para apoiar uma agenda de exercícios militares robusta”, frisou ainda Lara Martinho.

 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO