Legislativas 2012|CDS-PP diz que Faial está votado ao “abandono” e ao “marasmo”

0
14

O Presidente do CDS-PP Açores, Artur Lima, e a cabeça de lista dos populares pela ilha do Faial às Regionais 2012, Graça Silveira, acusaram, o Governo Regional de votar a ilha e a sua economia ao “abandono”, condenando-a ao “marasmo”, apontando como exemplo paradigmático o estado de degradação das Termas do Varadouro.

Numa conferência de imprensa, junto às instalações termais abandonadas, realizada quinta-feira Artur Lima lamentou o “exemplo do abandono e do desprezo” a que o Governo Regional dos Açores votou “o turismo, o turismo da saúde, o turismo temático e, sobretudo, a ilha do Faial e os Faialenses”, pelo que estes, apelou, “devem reflectir profundamente sobre isto quando fizerem as escolhas dos seus representantes para a Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores” nas próximas eleições.

 Por seu lado, Graça Silveira, a cabeça de lista do CDS-PP pelo Faial acusou o Governo socialista de “cinismo” ao tentar iludir os Faialenses com um suposto interesse na recuperação das Termas: “não posso deixar de registar o cinismo com que o Governo Regional tenta passar um atestado de ignorância aos Faialenses ao dar como exemplo da prova de boa vontade que existia em relação ao projecto de recuperação das termas as análises todas que se fizeram durante o ano 2010, no âmbito do projecto Termaz”.

A candidata do CDS-PP pelo Faial disse ainda que “o que é verdade é que as Termas do Carapacho e da Ferraria foram inauguradas em2010”, mas a estância termal do Faial continua fechada e degradada.

“A aquisição dos terrenos começou em 2004; só em 2011 é que foram passados para a Câmara Municipal da Horta; por coincidência cinco dias depois surgiu uma legislação que inviabilizou a participação da Câmara Municipal na promoção do projecto. O que questionamos é: se este projecto, inicialmente, incluía as Termas do Carapacho, da Ferraria e do Varadouro, porque é que o dinheiro que estava reservado para recuperar as Termas do Varadouro nunca foi utilizado?”, acrescentou.

Graça Silveira acusa também o Governo Regional de estar a financiar o INOVA para fazer análises de rotina ao furo termal do Faial que “não têm utilidade”, pois “faz todo o sentido pagar as análises de rotina de termas que estão em funcionamento”, mas “as Termas do Varadouro continuam completamente desactivas, e continua-se a pagar análises de rotina durante o ano todo à única coisa que existe que é o furo”.

A cabeça de lista do CDS-PP pelo Faial lamenta ainda que o projecto de recuperação do Varadouro esteja, neste momento, “há seis meses” nas mãos da SPRHI, S.A. (Sociedade de Promoção e Reabilitação de Habitação e Infra-estruturas), cuja sua Presidente será a candidato do PS às Regionais 2012, mas que “nunca se pronunciou sobre ele”.

Por fim, Graça Silveira não tem dúvidas que “deve ser o Governo Regional a reabilitar as instalações das Termas”, considerando que aos privados “deve apenas caber a sua exploração”, isto porque, “a recuperação do património público, e as águas termais são um património público, obviamente que têm que ficar a cargo do Governo”.

Graça Silveira apelou aos Faialenses para combater o “caciquismo”: “Penso que chegou a hora dos Faialenses apoiarem pessoas que tenham a capacidade de estudar e trabalhar os seus dossiers, que tenham a determinação de os fazer aprovar, porque na realidade o caciquismo político dos últimos anos a única coisa que trouxe aos Faialenses foi este abandono e este marasmo em que se encontra o Faial”.

 

 

 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO