Novos conteúdos disponíveis no portal “Sentir e Interpretar o Ambiente dos Açores”

0
20

O vulcão das Furnas foi incluído nos conteúdos disponibilizados pelo portal “Sentir e Interpretar o Ambiente dos Açores” (SIARAM), além do agora publicado “O último Vulcão da Linha”, sobre o vulcão dos Capelinhos.

Dos conteúdos recentemente incorporados destaque para a galeria que abarca um centena de imagens do vulcão da Furnas, novos áudios e vídeos do local e o documentário “Furnas: O vulcão da Água”.

 “O vulcão das Furnas é dos poucos lugares do planeta onde existe uma relação direta do Homem com os recursos naturais pois, habitualmente, vive-se do recurso e não dentro dele” descreve a secretaria regional em comunicado disponibilizado no Gabinete de Apoio à Comunicação Social (GACS).

Além do destaque para esta localidade micaelense foram também publicados online três documentários, um deles “O último Vulcão da Linha”, derivado de uma recolha de testemunhos que a direção regional do Ambiente está a fazer desde 2012, sobre a erupção dos Capelinhos, no Faial, que se estendeu pelos anos de 1957 e 1958.

O Pico não foi esquecido e “Currais de Pedra” faz também parte da oferta do portal SIARAM, à semelhança do “Fajãs do Tempo”, que mostra este património a ilha de São Jorge que prepara a sua candidatura à classificação como Reserva da Biosfera pela UNESCO.

Nota para a inclusão de elementos de património cultural sobre a arquitetura da água e os três geossítios da Graciosa, o “Porto Afonso”; a “Ponta da Barca, Ilhéu da Baleia e Ponta do Carapacho” bem como “Ponta da Restinga e Ilhéu de Baixo”.

É também possível, no separador “Centros de interpretação” aceder a informações relativas ao  Centro de Interpretação da Serra de Santa Bárbara, na ilha Terceira, à Casa do Parque e Ecomuseu de São Jorge e à Casa do Parque de São Miguel, havendo também renovação dos conteúdos do Centro de Interpretação do Vulcão dos Capelinhos.

Este sítio web é coordenado pela secretaria regional da Agricultura e Ambiente, pela direção regional do Ambiente, tem intuitos educativos e promocionais, contendo variadas peças multimédia que abrangem o ambiente e a conservação da natureza regional. 


O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO