PCP denuncia rendimentos de miséria dos pescadores açorianos

0
9

Num debate sobre pescas, no âmbito de uma interpelação ao Governo apresentada pelo Bloco de Esquerda, no parlamento Regional, no primeiro dia de trabalhos, o Deputado Aníbal Pires denunciou que “a soldada média dos pescadores açorianos caiu este ano para 56€ por mês”. 

Segundo o líder do PCP este rendimento é “indigno” para quem trabalha, defendendo neste contexto, a necessidade de “ser dada toda a prioridade a medidas urgentes que possam compensar o rendimento dos pescadores”, afirmou.
O Deputado do PCP lembrou que “a raiz dos problemas que os pescadores açorianos atravessam”, resultam da política de pescas da União Europeia, que no seu entender “permitiu a delapidação dos nossos recursos”.
Por outro lado, acusa o deputado, esta política, “foi aceite pelo PS e PSD, que não protegeram os interesses nacionais, nem o nosso direito a produzir, nem os interesses dos pescadores açorianos”.
Para Pires “é necessário agora pedir responsabilidades a quem aceitou esta política”, referiu, acrescentando que nesta matéria, também “o Governo Regional do PS não teve uma postura de defesa dos Açores”, nomeadamente no que se refere “ao estatuto enquanto Região Ultraperiférica da União Europeia, protegendo os nossos recursos e o modo de vida dos nossos pescadores”, concluiu.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO