Postura proativa do Governo dos Açores tem ajudado ao desenvolvimento do setor agrícola, afirma Diretor Regional

0
7
DR

O Diretor Regional do Desenvolvimento Rural afirmou hoje, na ilha Terceira, que a postura proativa do Governo dos Açores tem contribuído, de forma positiva e estratégica, para ajudar ao desenvolvimento da agricultura.

“Aquilo que é a agricultura no Açores, em especial o setor do leite, resulta do esforço realizado pelos agentes do setor, que sempre souberam ultrapassar os desafios. Por isso, o Governo Regional vai continuar determinado em aperfeiçoar as políticas públicas para ajudar o setor a desenvolver-se, a melhorar os rendimentos gerados e ser um motor da nossa economia”, referiu Valter Braga, à margem da inauguração da I Mini Feira Agrícola, organizada pela turma do Curso de Técnico de Produção Agrária, da Escola Profissional da Praia da Vitória.

Valter Braga apontou como exemplo do dinamismo do setor a execução do PRORURAL+, onde já foram aprovados 652 projetos de modernização das explorações agrícolas, representando 60 milhões de euros de investimento, e entraram na atividade 150 jovens agricultores nos Açores.

Para o Diretor Regional, apesar dos desafios que o setor tem para vencer, estes indicadores dão bem nota da dinâmica de modernização da agricultura açoriana, da capacidade que os agricultores têm de continuar a investir e da capacidade de atrair mais jovens, sendo um importante sinal de confiança.

Valter Braga frisou ainda que os desafios são mais facilmente ultrapassados se todos os agentes do setor estiverem unidos, pois tanto a produção, como a transformação e a distribuição são importantes e precisam uns dos outros para progredir.

Relativamente à I Mini Feira Agrícola, salientou que se trata de um evento pioneiro e revelador da importância e da capacidade atrativa que o setor agrícola continua a despertar nos Açores, em geral, e na ilha Terceira, em particular.

“Este evento tem ainda maior significado, do ponto de vista do Governo Regional, pelo facto de ter sido idealizado, planeado e concretizado por jovens alunos, que estão em formação, que estão a apostar na sua qualificação e que perspetivam o seu futuro profissional na área agrícola”, afirmou o Diretor Regional, manifestando o desejo de que a feira possa ter outras edições no futuro.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO