PSD/Faial critica “demora e desorganização” na reabilitação da rede viária faialense

0
31

 Os social-democratas faialenses estão descontentes com a forma como está a ser levada a cabo a empreitada de reabilitação da rede viária actualmente em curso (bloco II).

Em comunicado enviado esta manhã às redacções, o PSD/Faial frisa que, apesar do investimento que está a ser feito pela autarquia nas estradas faialenses, a intervenção está a ser “demorada e desorganizada”.

No comunicado assinado por Luís Garcia, o PSD lembra que a actual empreitada, com sete quilómetros de estradas, foi adjudicada em Abril de 2009, tendo o auto de consignação sido assinado em Agosto, “em vésperas das eleições autárquicas daquele ano”, com um prazo de execução de 720 dias. Os social-democratas lembram que, a menos que a Câmara Municipal da Horta (CMH) tenha aceite prorrogações, este prazo está já ultrapassado.

A forma desorganizada e lenta como está a ser efectuada a requalificação das estradas tem, para o PSD/Faial, vários exemplos por toda a ilha. Um deles é a intervenção na Ribeira Funda, que em Março passado os vereadores laranja disseram estar “abandonada”. Luís Garcia lembra que, na altura, o vice-presidente da autarquia garantiu que em Maio a obra estaria concluída. Agora, em Outubro, “a obra ainda não está concluída e as pessoas, de tanto esperarem, já desesperam”. Garcia refere que a CMH “culpa a empresa por esta situação”, mas considera que a autarquia, sendo “dona da obra e responsável pela sua fiscalização”, deveria ter feito algo para evitar esta situação.

O abandono da reabilitação da rua Marechal Gomes da Costa, da rua da Arrochela (Pedro Miguel) e da rua Padre Manuel Madruga (Feteira) merecem também críticas dos social-democratas, que exigem que a CMH “explique com verdade, com objetividade e com respeito pelas pessoas que sofrem diariamente estes atrasos, o que realmente se passa com esta intervenção na rede viária municipal”.