Quercus destaca qualidade da água da Praia de Porto Pim

0
16

 Na Praia de Porto Pim já não é apenas a areia que é dourada. Segundo a Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza, a qualidade da água também. A associação atribuiu este ano o galardão Praia de Ouro àquela zona balnear faialense, que veio assim juntar-se à Bandeira Azul, ali hasteada em 2011 pela primeira vez.

Este ano, foram identificadas pela Quercus 286 zonas balneares com qualidade de ouro em Portugal, mais 17 que em 2010. Dessas, 41 estão situadas no arquipélago dos Açores. O Faial conta com quatro galardões de praia com qualidade de ouro, atribuídos às zonas do Almoxarife, da Conceição, do Varadouro e de Porto Pim. Nesta última, gerida pelo Parque Natural do Faial, a bandeira foi hasteada na tarde de ontem, juntando-se assim à Bandeira Azul, outra conquista especial de Porto Pim no presente ano.

De acordo com o director regional dos Assuntos do Mar, Frederico Cardigos, a certificação da qualidade da água de Porto Pim pela Quercus é mais um motivo de orgulho para aquele espaço. Para Cardigos, em Porto Pim – como em todas as restantes zonas balneares a que este galardão foi atribuído – a manutenção da qualidade ambiental da área envolvente foi um factor decisivo. O director regional destacou também o facto deste galardão atestar a qualidade da água das zonas balneares ao longo de vários anos, uma vez que, de acordo com a Quercus, as praias com qualidade de ouro apresentam ao longo de cinco anos e de forma sistemática uma boa qualidade da água.

Cardigos elogiou também o trabalho desenvolvido pelas entidades gestoras na manutenção da qualidade da água, que são, na sua maioria, as autarquias das diversas ilhas.

Como lembrou o director regional, este ano a excelência das praias açorianas conta com um grande reconhecimento. Para além das 41 praias com qualidade de ouro reconhecida pela Quercus, das cerca de 50 zonas balneares listadas no arquipélago 31 têm Bandeira Azul, e 14 contam com o galardão Praia Acessível. Este último é atribuído às zonas balneares que reúnam todas as condições para serem frequentadas por pessoas de mobilidade reduzida, e em 2011 foi atribuído em número recorde nos Açores. Frederico Cardigos está optimista em que, em 2012, a praia de Porto Pim possa juntar o galardão Praia Acessível às restantes distinções que já ostenta.

As mais de cem zonas balneares da Região são definidas, em termos legais, pelos Planos de Ordenamento da Orla Costeira (POOC). Trata-se de um número que não é definitivo, uma vez que os POOC das ilhas Faial e Pico ainda não estão concluídos.

Destas zonas balneares, cerca de 50 incluem a “Lista das Águas Balneares Identificadas”. Para que uma zona balnear inclua esta lista, é necessário que uma entidade se responsabilize pela sua gestão. O Governo Regional dá anualmente conta desta lista à Comissão Europeia.

As zonas balneares listadas podem depois candidatar-se ao galardão Bandeira Azul. Para tal, têm de comprovar que cumprem 32 critérios (28 dos quais imperativos), nas áreas da qualidade, educação ambiental, segurança e serviços conexos. Um histórico de qualidade de água impecável, nadadores salvadores e actividades de educação ambiental são alguns dos critérios essenciais para que uma praia possa ter hasteada a Bandeira Azul. Se, para além de todas as características necessárias a este galardão, a zona balnear em questão possuir condições de acessibilidade e serviços específicos para cidadãos portadores de deficiência pode também candidatar-se  ao galardão “Praia Acessível – Praia para Todos”.

 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!