Regulamentada venda de peixe capturado a partir da costa

0
37
DR

DR

Os Pescadores açorianos passam a poder vender peixe capturado a partir da costa.

O Governo dos Açores regulamentou a pesca apeada comercial, na modalidade de pesca à linha, na Região, anunciou o Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia à margem de uma reunião com elementos da Associação de Armadores de Pesca Artesanal do Pico.

 

À margem de uma reunião com elementos da Associação de Armadores de Pesca Artesanal do Pico, o Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia anunciou que o Governo dos Açores regulamentou, na Região, a pesca apeada comercial, na modalidade de pesca à linha.
Segundo Gui Menezes “esta medida significa um contributo para o rendimento dos pescadores açorianos em alturas do ano em que é mais difícil ir para o mar”, devido às condições meteorológicas adversas”.
Para o Governante, ao regulamentar esta atividade, o Executivo “está a permitir que os pescadores que estão adstritos a uma determinada embarcação possam fazer esta pesca apeada de costa e vender o seu peixe em lota”.
De acordo com o titular da pasta, esta “era uma reivindicação antiga dos pescadores do Pico” que agora passa a poder ser praticada entre os meses de outubro e março.
A respetiva portaria já foi publicada em Jornal Oficial e aplica-se aos titulares de licença de pesca que utilizem embarcações com comprimento inferior a nove metros, e respetivos róis de tripulação, e que sejam devidamente licenciados para o exercício da pesca apeada comercial.
Através desta modalidade de pesca apenas é permitido capturar 11 espécies, nomeadamente sargo, tainha, veja, bicuda, encharéu, anchova, patruça, lírio ou írio, prombeta, peixe-porco e moreia.
O novo diploma, que entrou em vigor na passada terça-feira, 23 de janeiro, estabelece ainda que a primeira venda das espécies capturadas através de pesca apeada comercial seja, obrigatoriamente, feita em lota. 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO