Seminário de Cozinha Vegetariana

0
6

  

Com cerca de 50 participantes, decorreu na Junta de Freguesia da Conceição, um seminário de nutrição, em particular sobre a alimentação vegetariana.

Este seminário, organizado pela Igreja Adventista do Sétimo Dia, pretendeu ampliar os conhecimentos básicos sobre saúde. O Seminário de nutrição teve a particularidade de decorrer em três fases: teórica, prática e degustativa. Isto é, para além de ouvirem as indicações da enfermeira Luísa Teixeira, os presentes podem ver como se fazem autênticas delícias vegetarianas e saboreá-las.

No final os participantes ficaram aptos a identificar quais os alimentos mais saudáveis, mais nutritivos, mais saborosos, facilmente preparados, com menos calorias, menos gordura, mais fibra, que reduzem o risco de certas doenças, podem ser preventivos do cancro, são mais leves, menos produtores de obstruções vasculares, incluindo protectores cardíacos uma vez que determinados alimentos aumentam a qualidade de vida e longevidade.

Luísa Teixeira, em conversa com o Tribuna das Ilhas mostra-se convencida de que a melhoria de saúde e o aumento da longevidade devem-se sem dúvida a um estilo de vida mais saudável, particularmente ao consumo de frutos, legumes, cereais integrais como também à abstinência de tabaco, álcool, chá, café e de carne. “Estes alimentos são recomendados pela Organização Mundial de Saúde e, complexos como ‘se não comer carne e peixe fico mal alimentada’, têm que desaparecer.”

A plateia era composta não só por membros da Igreja Adventista, mas sobretudo por pessoas que já estão despertas e com vontade de mudar.

As maiores dificuldades transmitidas pelas pessoas presentes teve a ver com o facto de nem sempre encontrarem os produtos referência, como a soja, seitan ou glúten no mercado. Sobre isso, Luísa Teixeira refere que, o grande objectivo deste seminário foi também, desmistificar isso mesmo, porque uma tigela de feijões tem as mesmas proteínas que um bife. As lojas que existem no Faial não são assim tantas e penso que, se as pessoas começarem a pedir os lojistas vão acabar por apostar nisso”.

Leia a reportagem na edição impressa de sexta-feira. 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO