SESSÃO PLENÁRIA DE JULHO – PSD/Açores acusa Governo de tentar esconder crise social com maquilhagem das contas públicas

0
19

Na sequência do debate parlamentar, sobre as Contas da Região 2014, que decorreu esta terça feira, no âmbito da sessão plenária de julho, o PSD/Açores lamentou a situação “de quase colapso”, que a Região vive, ao nível social, da Educação e da Saúde, enquanto “o governo regional socialista opta por tentar esconder e mascarar as contas”, em vez de enfrentar a realidade. Para o Partido Social Democrata, “o governo socialista já não consegue esconder vícios e hábitos de 20 anos, não respeita a legalidade nem as instituições, prefere omitir e esconder, a falar verdade”, afirmou o líder da bancada, António Marinho. O deputado salientou que as contas da região foram já vistas pelo Tribunal de Contas, que considera a situação dramática e acusa o governo do PS de “total falta de transparência”. “Exemplo desse total desrespeito pelos açorianos e pelas instituições são os empréstimos de 180 milhões de euros que foram pedidos para fazer face a défices de tesouraria e que foram escondidos dos açorianos, omitidos das contas que o governo tem de prestar”, revelou Marinho. O deputado laranja, recordou ainda que num momento em que a Região atravessa uma situação difícil, “as responsabilidades do setor público regional chegam aos 2600 milhões de euros”, reforçando ainda que esta “é uma fatura que os governos socialistas estão a deixar para as próximas gerações de açorianos”, afirmou. Para o deputado social democrata açoriano é, tempo de colocar “fim a 20 anos de poder absoluto socialista na Região”, reforçando a este respeito que “os açorianos precisam de uma nova forma de governar e precisam de uma nova esperança para o seu futuro”, lembrando que “o PSD/Açores cá estará para lhes dar essa esperança”. No final do debate o PSD/Açores votou contra a proposta.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO