Susete Amaro afirma que expedição oceanográfica Eurofleets+ é uma “etapa marcante para a ciência nos Açores”

0
7
DR

A Secretária Regional da Cultura, da Ciência e Transição Digital esteve presente, na Horta, no lançamento da expedição oceanográfica Eurofleets+, designada por “iMar: Avaliação integrada da distribuição dos Ecossistemas Marinhos Vulneráveis ao longo da Dorsal Médio-Atlântica na Região dos Açores”, o que considerou ser “mais uma etapa marcante para a Ciência nos Açores”.

O projeto, impulsionado pelos investigadores Telmo Mourato e Marina Carreiro-Silva, vai permitir a realização de uma expedição científica para exploração de zonas desconhecidas da Dorsal Médio-Atlântica, o que promoverá o acesso a informação privilegiada no sentido de contribuir para as políticas de conservação dos ecossistemas marinhos e de sustentabilidade deste património natural.

Na ocasião, que contou também com a presença do Secretário Regional do Mar e Pescas, Susete Amaro sublinhou a “busca de conhecimento e da sua aplicabilidade às diversas dimensões da Ciência”, como condição indispensável ao desenvolvimento dos Açores.

A governante sustentou que o conhecimento das comunidades biológicas do mar profundo se traduz numa abertura de “fronteiras a um mundo por desvendar”, constituindo “mais uma etapa marcante para a Ciência nos Açores”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO