Temporada de Violas da Terra 2021 vai privilegiar programação “on-line”

0
37
DR
DR

A “Temporada de Violas da Terra” organizada anualmente pela Associação de Juventude Viola da Terra terá a maioria dos seus eventos numa programação “on-line”, na edição de 2021.
A Associação de Juventude Viola da Terra, antevendo o prolongamento da situação de
pandemia e a instabilidade previsível na concretização de eventos com público, planeou dessa forma a sua Temporada 2021.

“Palco Aberto Açores – música original com viola da terra”, “Festival da Viola” e “Encontro
Internacional de Violas de Arame” são eventos que a Associação pretende concretizar em 2021 em formato “on-line”, bem como algumas das iniciativas das comemorações do “III Dia da Viola da Terra” a 2 de Outubro.

Como eventos presenciais em 2021 a Associação pretende concretizar o evento “Violas do
Atlântico – Viola Micaelense e Viola Terceirense” que em 2020 aconteceu numa transmissão
na página de Facebook da Associação. Planeia ainda várias iniciativas ligadas ao “Dia da Viola da Terra” num formato ao vivo. No entanto, esses eventos só acontecerão com público se a situação começar a normalizar no segundo semestre do ano e de acordo com as normas em vigor nessa altura.

Rafael Carvalho, responsável pela Associação de Juventude Viola da Terra, relembra que vai
fazer um ano que a Região fechou em “quarentena” devido à Pandemia e que, nessa altura, a primeira decisão tomada pela Associação foi de que a Temporada de Violas tinha de continuar em 2020.                                                                                                Nessa altura foi muito complicado fazer essa adaptação para eventos “on-line” mas
foi a opção acertada. Desse modo a viola da terra continuou a ser tocada e a ser ouvida, pelas plataformas digitais, no “Violas do Atlântico X”, “Encontro de Violas Açorianas” e “Palco Aberto”.

Refere ainda que, um ano depois, já vemos que grande parte das entidades que promovem
eventos começaram a assumir que esse meio é o indicado para que se continue a criar, inovar e produzir. É uma forma diferente de chegar às pessoas e que, certamente, não substitui a emoção dos eventos ao vivo, mas é a forma possível de se colmatar essa necessidade de se continuar a promover a e a valorizar a nossa Viola.
Rafael Carvalho refere que o único evento previsto para o ano passado e que foi adiado para 2021 foi o estágio e concerto da “Orquestra de Violas da Terra”, uma vez que envolve
tocadores de praticamente todos os Concelhos da Ilha de São Miguel. Esse evento está
previsto para 2021 e poderá até ser adaptado para um concerto em directo nas redes sociais consoante a o evoluir da pandemia.

Para 2021 a Associação pretende ainda avançar com um trabalho discográfico com a Viola de 12 e de 15 cordas dos Açores, bem como com a continuidade de sessões de sensibilização sobre a Viola da Terra nas nossas escolas.
Dentro de algumas semanas serão anunciados os primeiros eventos desta “Temporada de
Violas da Terra”, iniciada em 2013, estando agora no seu nono ano consecutivo de existência, e que tem possibilitado a dezenas de músicos Açorianos, ligados à Viola da Terra, a apresentação do trabalho que desenvolvem, promove a formação, a edição de trabalhos e tem aproximando a Viola da Terra às crianças das nossas escolas.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO