Último PunkadaFest! na Quinta de São Lourenço a 10 e 11 de julho

0
10

Decorreu a 19 de junho a apresentação da sexta, e última, edição do PunkadaFest!. A 10 e 11 de julho a quinta de São Lourenço, nos Flamengos, recebe os dois dias dedicados a festivaleiros apaixonados pelo rock e pelas vertentes musicais próximas. 

A abertura oficial do festival decorre pelas 22h30 do primeiro dia, com o dj Rodrigo A, seguindo-se a banda faialense Rock It e os continentais XPTO. O final da noite tem o dj Crise destacado. No segundo dia, após dj Nany, há Punkada! & Guests – The Final, um concerto em que a banda composta pelo trio Pedro, Edi e Tim vai atuar com outras individualidades do mundo da música e com músicos da Sociedade Filarmónica Unânime Praiense.

Led Guns seguem-se aos anfitriões, uma banda de tributo a Led Zepplin e a Gun’s & Roses, e a dj Von Di Carlo encerra a noite.

As pulseiras de entrada estão disponíveis para venda no final desta semana, estando definido o preço de quatro euros para um só dia, cinco euros para os dois e três euros e meio para estudantes, na pulseira de dois dias, mediante apresentação do cartão comprovativo.

O resto da população que adquira a pulseira para todos os dias do festival, até dia 3 de julho, tem desconto de um euro, ficando ao preço da pulseira de somente um dia.

Paula Lemos, que além dos Punkada! surge como principal figura por detrás do festival, lembrou que a primeira edição tinha por objetivo celebrar o décimo aniversário da banda, tendo se prolongando no tempo por pedido dos residentes e insistência, e apoio, do município em manter um festival de rock no segundo fim de semana de julho.

“Fomos embarcando, com muito gosto”, afirmou Paula Lemos, mas perante o “interregno” que a banda mentora pretende dar, “faz todo o sentido ficar por aqui”.

“Há elementos ligados a outros projetos, a vida intensifica-se, as tarefas e responsabilidades são outras e não sobra tempo para muita coisa. É tempo de fazer descansar Punkada”, reforçou, sem esquecer de lançar o repto a associações de jovens para que peguem no conceito, aproveitem o caminho “que já está trilhado” e partam para a organização de um festival desta índole.

Quando questionada pela comunicação social se a decisão seria definitiva Paula Lemos foi contundente: “o que é que é definitivo nesta vida? A morte apenas”.

A novidade deste ano passa pela parceria do PunkadaFest! com o Azores Downhill Tour 2015, com apresentação dos atletas, no festival, dia 10, decorrendo a prova dia 12 de julho na Ribeirinha.

O atleta de renome nacional e internacional Marco Fidalgo vai participar no circuito, esperando Pedro Correia que a presença seja uma ajuda “para promover o desporto, a região e a ilha”.

A prova é a quarta do campeonato regional Azores Downhill Tour 2015.

Filipe Menezes, vereador da Câmara Municipal da Horta (CMH), lembrou o papel relevante deste festival eminentemente “inclusivo”, dirigido a públicos de todas as idades. Na sua intervenção Menezes revelou esperar que hajam condições para se continuar com “um festival deste cariz”, mesmo com a confirmação de que PunkadaFest! não será, pelo menos num futuro próximo.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO