Voto de Congratulação sobre Dia da Europa gera protesto da oposição

0
5

O líder da bancada da maioria na Assembleia Legislativa Regional apresentou esta manhã um voto de congratulação a propósito do Dia da Europa que acabou por gerar o protesto de todos os partidos da oposição.

Na sua intervenção  Berto Messias criticou os partidos de direita que governam na Europa que, no seu entender, estão a “colocar em causa” o projeto europeu, ao sobrepor os “interesses dos mercados” aos direitos sociais.

“A governação liberal europeia tem sido um desastre, quer do ponto de vista económico-financeiro, quer do ponto de vista dos direitos sociais”, apontou o deputado socialista, acrescentando que esta política, “materializada na primazia dos mercados sobre a dimensão da política da União, poderá colocar em causa a continuidade da própria União Europeia” – afirmou mesmo.

Entretanto, os partidos da oposição  – PSD, CDS, BE, PCP e PPM – insurgiram-se contra o voto apresentado pelo PS, que acusaram de estar a fazer campanha eleitoral para as europeias do próximo dia 25.

Da bancada social democrata, Duarte Freitas, acusou o Ps de atentar ao projeto europeu, que no seu entender “é também um projeto social, assente em princípios como a solidariedade e os direitos humanos.”

Artur Lima, do CDS, criticou a “má utilização” que os governos regionais do PS têm feito dos fundos comunitários, para concluir que, se a direita não governa bem, a esquerda não faz melhor.

 Aníbal Pires, do PCP, apontou o dedo aos socialistas europeus, que acusou de serem co – responsáveis pelo rumo liberal que se verifica em toda a Europa.

Paulo Mendes, do Bloco de Esquerda, partilhou de muitas das críticas feitas pelo PS, mas disse não compreender como é que, após este discurso, o líder parlamentar socialista ainda faz um “balanço positivo” da União Europeia.

Para Paulo Estevão, do PPM, o discurso de Berto Messias “é a pior coisa que se pode fazer ao projeto europeu”, que acusou de pretender “instrumentalizar”, em vésperas da campanha eleitoral.

 

 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO