A cena…

0
12

“Escuridão. O povo de Lisboa delira com a noticia do regresso de D. Sebastião em cujo nome as rezes da oprimida manada, mantêm viva a saudade de serem pessoas.”
Nesta passagem do primeiro acto da peça de teatro “O Encoberto” de Natália Correia, Filipe II responde assim a Cristovão de Moura ante a sua proposta de matar um impostor capturado em Veneza:

“Ordeno-te que refreies a tua ingénua ferocidade para que ela não prejudique os efeitos da minha rigorosa clemência. Faz circular a notícia de que D. Sebastião regressa a Portugal. Faz com que essa expectativa atinja o delírio. Os portugueses terão o D. Sebastião que a sua insânia merece. Para tal encomendaremos ao diabo uma manhã de nevoeiro. Post Scriptum: Se não nos rirmos da loucura, ela transforma-se numa coisa séria.”

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO