Arquipélago – Centro de Artes Contemporâneas acolhe três exposições em janeiro

0
32
DR/Gacs

A Direção Regional da Cultura, através do Arquipélago – Centro de Artes Contemporâneas, inaugura, a 18 de janeiro, pelas 18h00, a exposição “Como Construir uma Ilha – Úterus Azorica”, com curadoria de Bernardo Rodrigues.

Esta exposição apresenta obras de vencedores do concurso de design “Use&Abuse”, uma iniciativa da PICA – Plataforma de Indústria Criativa dos Açores, organizada pelo LREC – Laboratório Regional de Engenharia Civil.

O projeto tem como foco a reinvenção e reimaginação, de forma sustentável, dos materiais endógenos dos Açores, tais como rochas, fibras, solos e madeiras, dando-lhes formas e usos que fujam ao óbvio.

A mostra reúne seis obras dos artistas vencedores e das menções honrosas daquele concurso de design, nomeadamente Caterina Plenzick & Katrin Krupka, Gonçalo Campos, Sam Baron e Sónia Soeiro, Ana Rita Campos, Filipa Silva e Sónia Domingos.

No âmbito do protocolo de intercâmbio artístico celebrado entre os governos dos Açores e das Canárias, através do Arquipélago e do Centro de Arte La Regenta, está patente até 26 de janeiro, a exposição de Alicia Pardilla intitulada “El principio de la incertidumbre”, um projeto desenvolvido em residência artística no Centro de Artes Contemporâneas.

Ainda no Arquipélago, pode ser visitada até 9 de janeiro a exposição “70 Anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos”, organizada pelo Museu Nacional da Imprensa.

A exposição reúne cerca de meia centena de trabalhos de artistas de 43 países, como forma de sublinhar a importância do cartoon enquanto linguagem que contribui para a reflexão sobre grandes causas da Humanidade, constituindo uma oportunidade para celebrar o 70.º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

A Direção Regional da Cultura informa que estes e outros eventos estão disponíveis para consulta na Agenda Cultural do Portal CulturAçores, no endereço www.culturacores.azores.gov.pt.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO