Insígnias Autonómicas – Deputado do PPM Paulo Estevão vota contra a lista de condecorados

0
35
TI

TI

O deputado do PPM eleito pelo Corvo Paulo Estevão não está satisfeito com a forma como foi conduzido o processo de atribuição das insígnias no Dia da Região este ano.
Numa conferência de imprensa realizada esta semana na Horta o deputado anunciou que irá votar contra a lista de condecorados e que não irá participar nas celebrações do Dia dos Açores em sinal de “protesto”.

O deputado do Corvo Paulo Estevão numa conferência de imprensa realizada na manhã de terça-feira, na Horta, anunciou que não irá participar na cerimónia do Dia da Região deste ano por não concordar com a forma como foi conduzido o processo de atribuição das insígnias honoríficas açorianas de 2018.
Paulo Estevão entende que o líder do Partido Socialista, André Bradford “arrastou o processo” e não deu a conhecer a lista dos homenageados de forma a que os restantes líderes partidários se pudessem pronunciar.
Segundo o deputado do Corvo, só no dia 12 de maio é que o Partido Socialista (PS) divulgou a lista final dos agraciados e após os mesmos já terem sido convidados pelo parlamento açoriano.
“Eu e todos os outros partidos fomos confrontados com uma lista final, sem que tenha sido negociada ou debatida”, referiu.
O deputado revelou que ainda propôs que a lista fosse debatida na Conferência de Líderes, agendada para segunda-feira, mas foi informado que o processo já se encontrava finalizado.
“Quando chegámos à reunião fomos alertados pela senhora presidente que não havia nada a discutir porque as pessoas já tinham sido contactadas e convidadas e que o processo já estava a decorrer, portanto era um processo já finalizado”, avançou.
Paulo Estevão afirma-se surpreendido com o facto “dos restantes partidos serem confrontados com uma situação em que não tiveram a oportunidade de votar ou de apreciar as personalidades e o seu curriculum e de apresentar as objecções”, lamentou.
A Representação Parlamentar do PPM tinha proposto a Associação Humanitária de Bombeiros do Corvo para a Insígnia Autonómica de Mérito Cívico, mas o único nome apresentado pelo monárquico foi recusado, ficou fora da lista final dos homenageados.
Em sua defesa, o líder da bancada do PS, em declarações aos jornalistas, desvalorizou as acusações de Paulo Estevão, e garantiu que o processo decorreu como nos anos anteriores, esclarecendo a este respeito que “o processo nunca passou por uma reunião final de Conferência de Líderes” e isso só aconteceu “porque o deputado Paulo Estêvão assim entendeu, mas isso não quer dizer que o processo fique suspenso”.
De salientar que o PPM já por duas vezes votou contra a lista de nomes propostos para a atribuição das insígnias.
As cerimónias do Dia da Região vão decorrer, este ano, no dia 21 de maio, feriado regional, na vila da Madalena, ilha do Pico.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!