Legislativas Regionais – PSD/Faial defende que estratégia para a economia do mar deve fazer-se ouvindo os empresários

0
19

Na recta final para as eleições de domingo, o PSD/Faial visitou esta manhã o porto da Horta. Esta visita serviu para os candidatos laranja reflectirem sobre a economia do mar que se pretende para a Região.

Em declarações à comunicação social, Mário Pinho referiu que “o PSD tem uma proposta muito objectiva, concreta e sólida sobre a economia do mar”. O candidato laranja divide a economia do mar em microeconomia e macroeconomia. “A microeconomia prende-se com as comunidades ligadas aos portos, profundamente inserida na economia dos outros sectores de actividade da ilha, e ligando as ilhas num conceito de Região económica”, refere. Para o candidato, “não é possível falar de Região económica sem um porto organizado e preparado para dar resposta a esse princípio”. Por outro lado, explica, a macroeconomia do mar “tem a ver com aspectos a longo prazo, como a mineração, a energia, etc”. “É preciso criar infra-estruturas; é preciso ligar este conceito ao ordenamento do espaço marítimo, ao ordenamento da orla costeira, ao urbanismo paisagístico e uma série de outros conceitos para que seja realista falar da economia do mar sem que esta surja como um simples chavão”, disse.

Mário Pinho entende que, no porto da Horta, “nenhum destes princípios foi desenvolvido ou executado por este Governo”. A “ineficiência e inoperacionalidade” do novo cais de passageiros é, para o candidato, “o expoente máximo” desta realidade.

Para criar uma verdadeira economia do mar nos Açores, o PSD defende, em primeiro lugar, que se faça “o levantamento do que já está feito”. Depois, segundo Mário Pinho, há que abrir espaço à discussão e ao debate, envolvendo “os empresários, a comunidade e as forças vivas, que nos devem dizer o que querem”. O conceito de economia do mar social-democrata envolve, assim, os empresários, que, segundo Mário Pinho, devem “organizar-se para não ficarem para trás”. 

 

 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!