Nova cadeia de Ponta Delgada vai avançar

0
4

A informação foi transmitida pelo líder parlamentar do PS, Carlos César, que falava quarta-feira, após uma ronda de reuniões de trabalho com a Conservadora do Registo Civil e a Conservadora do Registo Predial de Ponta Delgada e com o Presidente do Conselho Regional da Ordem dos Advogados nos Açores. Nestes encontros estiveram também presentes os outros dois deputados socialistas eleitos pelos Açores, Lara Martinho e João Castro.

Carlos César lembrou que o PS tinha assumido o compromisso em período eleitoral, caso viesse a constituir Governo na República, de dar início ao processo de construção de um novo estabelecimento prisional em Ponta Delgada, “uma decisão que foi hoje mesmo comunicada pelo Sr. Primeiro-Ministro ao Sr. Presidente do Governo Regional dos Açores, em Lisboa”.

“Não existe ainda um projeto nem um terreno escolhido, não existem quaisquer diligências desenvolvidas, exceto a decorrência de alguns protestos que foram feitos ao longo dos anos e que deram origem a pequenos relatórios”, considerando “normal e expectável que uma construção desta natureza, técnica, possa ter início dentro de dois anos, se não existir nenhuma complicação processual”, acrescentou.

Carlos César realçou ainda que “existem outros assuntos que se prendem com o sistema de justiça nos Açores que devem ser alvo de diligências rápidas”, exemplificando com as carências de conservadores de registos na Região, serviços que “funcionam apenas com 1/3 daquilo que deveria ser a sua capacidade, havendo até ilhas sem conservadores”. A quase total inexistência de notários nos Açores e a falta de mais um juíz para o Tribunal Admnistrativo de Ponta Delgada são outras questões que devem ser analisadas, no entender do líder parlamentar do PS na Assembleia da República.

 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO