Pela sua Saúde – Emagrecer de uma forma duradoura – Os 10 conselhos do Dr. Frédéric Saldmann!

0
25

O Dr. Frédéric Saldmann (FS) escreveu um livro intitulado – O melhor medicamento é você mesmo! – Para perder peso ele dá-nos 10 conselhos simples, eficazes e desconhecidos da maior parte das pessoas.

Melhor do que qualquer regime

Apesar da multiplicação de regimes, de qualquer tipo, e das malogradas tentativas de se encontrar um medicamento milagroso para se perder peso, a obesidade é um flagelo que não pára de progredir colocando a nossa saúde em perigo (doenças cardiovasculares, diabetes, males da coluna, dores nos joelhos, mal estar, baixa da autoestima, etc.). Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) o excesso de peso atinge, actualmente, cerca de 10% da população mundial.

De acordo com o Dr. FS a “melhor coisa a fazer para se perder peso é controlar a alimentação conservando o prazer de comer”. Vamos ver como se faz!

Coma menos utilizando “corta-apetites” agradáveis

O chocolate negro a 100% corta o apetite e a vontade de petiscar – a ingestão de chocolate negro a 100% leva a uma perda de apetite. Este efeito está ligado a uma diminuição da produção de grelina, hormona conhecida por ter um papel no desencadeamento do apetite. O chocolate poderá, também, actuar acalmando o stress, o que vai contribuir para diminuir as pulsões alimentares.

Assim, mal sinta aquela vontade de comer basta comer 2 a 4 quadrados de chocolate. O resultado é imediato com uma diminuição do apetite. Atenção que o chocolate negro deve ser a 99% ou 100%. Se fôr a 85% ou, mesmo, a 90% já não proporciona o mesmo efeito.

Juntar açafrão à comida 

Esta especiaria é considerada, também, um bom corta-apetite natural aumentando a saciedade de maneira importante e contornando os comportamentos alimentares incontrolados em relação aos alimentos e que predispõem ao excesso de peso.

Pode acrescentá-lo aos seus pratos do dia-a-dia: pastas, arroz, legumes, carnes, peixes. Esta especiaria, bastante neutra, não altera o sabor da comida, antes o acentua, para além da cor bonita que acrescenta aos pratos.

Beba água antes das refeições 

A  água é essencial para uma boa hidratação, ao mesmo tempo que evita a sensação de fadiga e age, também, como um regulador do apetite. Antes de comer beba, sistematicamente, dois copos de água grande e, também, durante as refeições. Pensar, igualmente, em beber água antes de um aperitivo para melhor controlar o apetite face aos salgadinhos.

Durante a refeição faça uma pausa de cinco minutos – para poder voltar a sentir a sensação de saciedade. Habitue-se a fazer uma pausa de cinco minutos entre dois pratos, ou antes da sobremesa. Quanto mais esperar mais poderá controlar o apetite graças à sensação de saciedade que se acentua.

Coma clara de ovo 

As proteínas, com fraco poder calórico e muito nutritivas, provocam uma sensação de saciedade que dura durante várias horas. A sua ingestão provoca o envio de uma mensagem de corta-apetite ao nível dos centros reguladores do apetite. Encontram-se nas carnes, nos peixes, nos ovos, nos laticínios, nos cereais, etc… mas a estrela é a clara de ovo: somente 44 calorias por 100 gramas, zero de gordura e zero de colesterol.

A clara de ovo pode-se comer de várias maneiras: cozida (sem a gema), omeletas brancas ou com ervas, ou tomates…

 

Aumente os gastos comendo apimentado

A pimenta tem um efeito queimador das gorduras. A ingestão da pimenta estimula o consumo energético e acelera o metabolismo, como o testemunha a forte sensação de calor e a transpiração intensa que se segue a uma forte dose de pimenta.

Para além dos efeitos nefastos sobre as artérias e o risco de cancro do estômago, o sal é um desencadeante do apetite (explicando porque é que se servem os salgadinhos nos aperitivos). É preciso, imperativamente, limitar a sua ingestão.

Sabendo que o sal se esconde em qualquer tipo de alimento torna-se difícil saber quais as quantidades que são ingeridas diariamente e, por isso, é fundamental mudar os hábitos em relação ao seu consumo. Suprima o sal da mesa e diminua, progressivamente, a quantidade de sal que adiciona à comida. O nosso paladar habitua-se e o nosso organismo agradece. Pode substituir o sal pela pimenta, seja verde, preta ou branca.

Coma a sobremesa ao pequeno-almoço

Um estudo israelita mostrou que as pessoas que comem um doce ao pequeno-almoço emagrecem mais do que aquelas que seguem um regime dietético e se privam dos doces. Este fenómeno parece estar ligado à grelina: o doce matinal diminui esta hormona e, deste modo, a sensação de fome durante o dia.Assim, enquanto os seus companheiros de refeição se deliciam com uma sobremesa rica em doces, peça um chá verde que contribui para aumentar a duração da saciedade em mais duas horas.

Desconfie dos pratos “light” preparados

As porções são geralmente insuficientes para levarem à sensação de plenitude, o que provoca frustração.

Na prática, dê preferência a alimentos pouco calóricos que tenham a capacidade de fazer volume: cogumelos, tomates, batatas ao vapor. Pode preparar boas saladas compostas que enchem a saladeira sem calorias em excesso. Por fim, para evitar a ingestão de calorias com pratos que não valem a pena, leve tempo a comer e a apreciar o sabor em cada garfada. Recentre-se em si mesmo e recrie um ambiente tranquilo e agradável com o fim de se abrir mais aos prazeres da mesa, sem ter a preocupação do aumento de peso.

Baseado em textos parcelares do livro “Le meilleur médicament, c’est vous!” do Dr. Frédéric Saldmann