SINTAP ASSINA ACORDO COM A URMA E GARANTE AUMENTOS SALARIAIS PARA OS TRABALHADORES DAS MISERICÓRDIAS DOS AÇORES EM 2019

0
52
DR

O SINTAP assinou no passado dia 25 de novembro com a URMA, União Regional das
Misericórdias dos Açores, um acordo de revisão do atual CCT que consagra aumentos
salariais dos trabalhadores das Misericórdias, nomeadamente um aumento de 1,1% na
tabela salarial a partir do nível XI, a passagem do valor do subsídio de refeição dos atuais
4,34 euros para os 4,5 euros e a fixação do abono para falhas nos 30 euros.
Os aumentos ora obtidos reportam-se a 1 de julho do corrente ano, pelo que os
trabalhadores das Misericórdias do SINTAP irão receber assim os retroativos daqueles
aumentos reportados àquela data.

Apesar de tudo o SINTAP reconhece que o acordo assinado fica aquém do inicialmente
pretendido e que o processo negocial que culminou na assinatura deste mesmo acordo se
arrastou em demasia no tempo.
Neste sentido, o SINTAP entende que o processo negocial para a revisão e atualização
salarial em 2020 se deve iniciar o quanto antes possível de modo a que o mesmo se conclua o mais tardar no primeiro trimestre do próprio ano de modo a tornar possível a que os seus efeitos se reportem a 1 de janeiro, como é desejável e normal que aconteça.

Como base negocial para 2020, o SINTAP reivindica um esforço suplementar das partes
que permita aumentos salariais e de matérias de expressão pecuniária na ordem dos 4%
para os trabalhadores das misericórdias que, recorde-se, viram os seus rendimentos do
trabalho penalizados por quase uma década de congelamento salarial, bem como a redução
da atual carga horária semanal das 39 horas para as 35 horas, a ser feita faseadamente em 4
anos, até 2023.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO