16.1 C
Horta
Segunda-feira, Dezembro 5, 2022

Cartas de um Jovem Irrequieto: Um abrir de olhos

Pela primeira vez na história moderna do mundo ocidental, uma geração será mais pobre que a geração dos seus pais. Os desafios colocados à...

Cartas de um Jovem Irrequieto: Os mesmos de sempre

Faz parte da natureza do capitalismo ser cíclico, apesar de o querermos explicar e perceber apenas em números e fórmulas, o contexto não pode...

Cartas de um jovem irrequieto: Vítimas, complacentes ou cúmplices

Nenhum modelo é estacionário ou perfeito, nem nasce com certificado de eternidade, e a União Europeia encontra-se dentro deste pacote. Para os europeístas os...

Cartas de um Jovem Irrequieto: Associativismo para todos

Há quem pense que vive para além de uma sociedade ou de um coletivo, que a democracia é um estado natural e que não...

Cartas de um jovem irrequieto: Metas iguais, pontos de partida diferentes

Se deixo para os filósofos o porquê de estar aqui, para os políticos pergunto o porquê da democracia e a sua missão, a questão...